Na mira do São Paulo, Gabigol, de 16 anos, segue sem acerto com o Santos

O Santos vem encontrando dificuldades para acertar o primeiro contrato profissional do atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, de 16 anos. Embora o jogador e sua família atestem a vontade de permanecer no clube, no qual ele está há oito anos, divergências sobre salários e a divisão dos direitos econômicos do atleta emperram a negociação.

O Alvinegro deseja ficar com 70% dos direitos do atleta, que, por sua vez, não abre mão de parcela de 40%, estipulada no contrato de formação que tem com o Peixe, firmado na gestão do ex-presidente Marcelo Teixeira.

Na última quinta-feira, Wagner Ribeiro, empresário do jovem, e Felipe Faro, superintende de esportes do Santos, reuniram-se mais uma vez e novamente não chegaram a acordo. O dirigente alvinegro, inclusive, foi informado que o São Paulo tem interesse e já fez sondagens por Gabigol.

– Queremos continuar no clube, que sempre acolheu o Gabriel. Ele também quer ficar, está adaptado, é santista… Mas, dependendo do que o Santos responder na próxima reunião, vamos começar a ouvir outras propostas. Mesmo assim, estou otimista. Tem tudo para dar certo – disse Valdemir Barbosa, pai de Gabigol.

Além de aumento salarial (atualmente, jogador ganha R$ 18 mil mensais), a equipe santista ofereceu contrato ao atleta por mais três anos, até o fim de 2015, tempo permitido para o primeiro vínculo profissional. Além disso, será feito um plano de carreira, com a oferta de uma série de benefícios ao atleta.

A expectativa é de que o jogador fique na equipe Sub-17 até o fim de novembro, quando se juntará ao elenco Sub-20 para a preparação da Copa São Paulo de Futebol Junior, em 2013. Caso Gabigol tenha bom rendimento na competição, pode ser integrado à equipe profissional na próxima temporada, aos 16 anos, assim como o “parça” Victor Andrade.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*