Muricy defende Ganso de polêmica com Tricolor: “Quis ser elegante”

O técnico do Santos, Muricy Ramalho, já foi questionado diversas vezes sobre a situação do meia Paulo Henrique Ganso. O treinador sempre adotou um tom político, evitando se manifestar a favor do atleta ou do clube nesse imbróglio. Mas as críticas da maior torcida organizada do Peixe e do presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro ao jogador, sobre uma declaração do camisa 10 em relação ao São Paulo, levaram Muricy a defender Ganso publicamente.

“Seria um prazer (defender o time são-paulino), mas tenho a consciência de que eu tenho contrato com o Santos”. Essa foi a frase que gerou o desconforto envolvendo torcida e diretoria com o “maestro santista”.

Experiente no meio do futebol, o comandante não viu problemas no que foi dito pelo meia. “Vocês (jornalistas) perguntaram para ele, que vai responder e não quer ser deselegante com ninguém, seja pessoa ou clube. O que ele falou (sobre o Tricolor Paulista) não tem nada demais. Ele quis ser elegante e as pessoas entenderam mal. Às vezes, a pessoa fala para não ser deselegante, não porque queira. Se a gente vê só maldade, não dá certo”, ponderou.

 

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Técnico Muricy Ramalho considera que Ganso (esq) está motivado a permanecer no Santos em 2012.

 

Apesar de ter saído em defesa de Paulo Henrique Ganso sobre o seu comentário acerca do interesse do rival alvinegro em seu futebol, Muricy Ramalho voltou a cobrar uma rápida resolução para que esse problema não lhe prejudique no futuro.

“O Ganso voltou a jogar bem, só que esse monte de coisa em torno dele atrapalha. Não é o meu papel conversar com o Ganso, porque eu apenas cobro se ele joga bem ou mal. Tem muita gente para administrar a carreira dele, mas esse pessoal precisa orientá-lo. Se quiserem levá-lo, que paguem a multa e acabou. Até porque o Santos não tem interesse em se desfazer dele. E ele não quer sair”, destacou.

O técnico ainda pediu calma aos torcedores com Ganso, para não deixar ainda mais pesado o ambiente do meia no Santos. “A torcida vai entender que ele é importante para a gente. Eu peço apoio da torcida ao Ganso, que nunca mostrou vontade de sair, nem para a gente”, concluiu.

Fonte: Gazeta  Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*