Lucas aprova reivindicação do Corinthians por venda ao PSG

A venda de Lucas ao Paris Saint-Germain bateu um recorde financeiro no futebol nacional: movimentou R$ 108 milhões. Por isso, o Corinthians também se interessa em faturar uma parte com a alegação de que participou da formação do atleta. O próprio meia-atacante, atualmente no rival São Paulo, evita criticar o Timão pelo desejo de lucrar com a transação.

“Eu defendo o que for certo. Então, se for justo, o Corinthians tem que receber”, disse o jogador, após o clássico Majestoso disputado neste domingo no estádio do Pacaembu.

Lucas defendeu o Corinthians por cerca de três anos. A sua saída do Parque São Jorge teve uma polêmica. O Timão alega que o Tricolor aliciou o meia-atacante, mas também foi acusado de não dar o suporte ideal na sua base.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Lucas estará em ação com a camisa do São Paulo até o fim do ano: depois irá defender o Paris Saint-Germain.

 

Para Lucas, o momento é de aproveitar a boa fase e as glórias. Por isso, ele evita criar polêmicas com o antigo time e não se mostra muito interessado com a decisão final do caso.

“Se o Corinthians tiver direito, tem que receber, mas os campeonatos que joguei lá não são reconhecidos. Na parte prática, fui formado lá, joguei de 2003 a 2005 lá. Agora não sou eu que definido essa situação”, explicou o atleta, que fica no Morumbi até o fim de 2012.

Por enquanto, o Corinthians tenta buscar documentos que provem a ligação com Lucas nas categorias de base. A lei diz que o clube formador pode ganhar até 5% da transação.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*