Kardec aprova 4-4-2 “móvel” com Kaká para confundir rivais

A entrada de Kaká no time titular (no lugar de Osvaldo) mudou a disposição tática do São Paulo. Em vez do 4-2-3-1, com dois atacantes pelas pontas e um centralizado, o técnico Muricy Ramalho ensaiou a equipe, na tarde desta quinta-feira, com dois meias e dois atacantes. Uma formação que agradou a Alan Kardec.

“A equipe está com muita mobilidade. Acho que isso pode ajudar a confundir a marcação adversária”, avaliou o centroavante, ao final do jogo-treino contra o time sub-17 do clube.

Na atividade, Kaká dividiu a armação com Paulo Henrique Ganso, mas sem posicionamento fixo, ora pela esquerda, ora pela direita. Kardec e Ademilson, os dois atacantes, também não guardaram necessariamente posição.

“Tem que ter leitura dentro de campo. Temos que procurar não estar toda hora em cima do outro. O principal fator é ter inteligência tática. Senão vira bagunça, vai todo o mundo para frente. Na hora de marcar, o jogador não sabe se posicionar e acaba dando espaço. Gira em muito torno disso, de inteligência tática para atacar e procurar melhor espaço”, opinou.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Centroavante acredita que mobilidade dos meias e atacantes pode ser benéfica para a equipe do São Paulo

O esquema “móvel” será testado pela primeira vez no domingo, diante do Goiás, no Serra Dourada, em partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Para esta partida, a única baixa que poderia estar entre os titulares é Luis Fabiano, atacante que sofreu lesão na coxa direita e ficará em recuperação por, no mínimo, mais três semanas.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Kardec aprova 4-4-2 “móvel” com Kaká para confundir rivais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*