Jogo contra o Grêmio pode ser decisivo para o futuro de Ney Franco

O jogo entre Grêmio e São Paulo, às 22h desta quarta-feira, é fundamental para Ney Franco. Uma vitória pode amenizar a vida do técnico e fazer com que ele e retome o trabalho depois das férias com mais tranquilidade. Por outro lado, a pressão que Juvenal Juvêncio recebe para demitir o treinador aumentará em caso de uma derrota em Porto Alegre.

Os favoráveis à troca no comando da equipe acreditam que o melhor momento para isso acontecer é exatamente agora. A partir de amanhã os jogadores estão de férias devido à Copa das Confederações, retornam no dia 24 e terão dez dias de preparação para o primeiro jogo da Recopa Sul-Americana, com o Corinthians, no Morumbi.

As críticas a Ney Franco aumentaram na semana passada, quando o Tricolor foi derrotado em casa para o Goiás, por 1 a 0. O técnico é muito questionado por parte da diretoria são-paulina e por diversos conselheiros. Naquela partida, a torcida pediu a volta de Muricy Ramalho, recém-demitido do Santos, que foi tricampeão brasileiro pelo São Paulo em 2006, 2007 e 2008.

Adalberto Baptista, diretor de futebol e maior responsável pelas decisões do departamento, defende o técnico. Ele entende que não adianta mudar o comando da equipe e aposta no trabalho de Ney. Juvenal Juvêncio, presidente do clube, tem confiança em Adalberto, mas não está convicto de que o treinador é o homem certo para continuar à frente do time. Além disso, o lado político pesa. Juvenal irá indicar um sucessor em 2014 e a rejeição de Ney no Conselho Deliberativo é grande.

Com o presidente indeciso e pressão de todos os lados, o resultado da partida desta quarta-feira é muito importante para Ney Franco.
Fonte: Lance

2 comentários em “Jogo contra o Grêmio pode ser decisivo para o futuro de Ney Franco

  1. Engraçado, só agora Juvenal começa a ter dúvidas da capacidade do técnico em continuar no comando, eu que não entendo de futebol já vi isso faz tempo, diz o ditado: o pior cego é aquele que não quer ver, tomara que o presidente enxergue em tempo de evitar mais uma temporada perdida. Por outro lado o general Adalberto também tem que se convencer, o que acho difícil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.