Jogadores do São Paulo mostram insatisfação com Bauza

A vitória nesta terça (5) sobre o Trujillanos, da Venezuela, no Morumbi, é fundamental para a pretensão do São Paulo de se classificar para as oitavas da Libertadores.

Se perder ou até empatar, ainda não estará eliminado no Grupo 1, mas precisará de triunfos sobre River Plate (em casa) e The Strongest (na altitude de La Paz) nas duas últimas rodadas para avançar. Ou seja, dois feitos difíceis.

O que torna a situação ainda mais complicada é que o elenco não vive bom momento com o treinador argentino Edgardo Bauza. Logo ele que foi contratado em dezembro em meio a grande expectativa, já que tem no currículo dois títulos de Libertadores, com LDU (2008) e San Lorenzo (2014).

Um das principais críticas de parte do elenco, conforme apurou a reportagem, é a dificuldade de comunicação.

Diferentemente do colombiano Juan Carlos Osorio, que comandou o São Paulo de maio a outubro de 2015 e hoje está à frente da seleção do México, Bauza não se esforça em aprender português, o que tem irritado atletas que, não raro, se confundem com as orientações dele.

Há reclamações de que o técnico trabalha com um time nos treinamentos, mas no momento do jogo escala uma outra formação.

Foi o que aconteceu, segundo relato de um jogador, antes do clássico contra o Palmeiras, que o São Paulo perdeu por 2 a 0, em 13 de março. O meia Daniel não treinou entre os titulares, mas foi o escolhido no vestiário para entrar em campo.

Há rusgas mais aparentes entre o elenco e o técnico. No sábado (2), na vitória sobre o Oeste, o volante Thiago Mendes bateu boca com membro da comissão técnica após ser substituído. Coincidência, ou não, Bauza barrou Thiago Mendes do jogo desta noite e vai escalar João Schmidt.

Em campo, o zagueiro Maicon passou por cima de ordem do técnico e chutou –e errou– pênalti que deveria ter sido cobrado por Ganso.

“Não há problema entre o técnico e o elenco. Estamos no dia a dia e já teríamos identificado se tivesse algo”, disse Luiz Cunha, diretor de futebol que assumiu no fim de março o cargo que era de Ataíde Gil Guerreiro.

A saída de Guerreiro, que o contratou, incomodou Bauza. Mas não foi só isso.

Para ser a “ponte” entre Bauza e os jogadores, a diretoria contratou como auxiliar o ex-volante Pintado, que era treinador do Guarani. Bauza foi apenas comunicado.

“Pintado sabe que vem como auxiliar, que não há chance de ser técnico. E o Bauza aceitou sem problema”, assegurou Cunha.

*

SÃO PAULO
Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, João Schmidt, Ganso e Michel Bastos; Kelvin e Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

TRUJILLANOS
Pérez; Granados, Erazo, Cuevas e Páez; Cova, Mendoza, Sosa e Nieves; Britos e James. Técnico: Horacio Matuszyczk.

Estádio: Morumbi
Árbitro: Ulises Mereles (PAR)
Horário: 21h45, Fox Sports

 

Fonte: Folha SP

15 comentários em “Jogadores do São Paulo mostram insatisfação com Bauza

  1. Valdir Albieri:
    Futebol é coletivo; não adianta um craque jogando num time bagunçado: ele pode até fazer boas jogadas individuais porém, com o passar dos jogos, também seu futebol passará a ser questionado. Estamos cansado de ver grandes jogadores encantando em seus times na Europa e serem questionados em suas seleções ( tipo Messi, o Neymar e tantos outros). O que acontece de diferente são os esquemas táticos treinados nos times e nas seleções que nem tempo de treinar tem. E aí: os jogadores deixaram de ser os craques que são? O que mudou?
    Penso que também é assim, hoje, no SP: a falta de um esquema tático (qq um), tem levado a que os bons jogadores acabem sucumbindo à falta de organização. Jogadores que até ontem vinham jogando razoavelmente bem, hoje são considerados descartáveis pela maioria de nós torcedores.
    Respeito a opinião de todos, mas não concordo com a continuidade do Bauza por não ver nele nenhuma qualidade que possa fazer o time voltar a jogar com alegria e encantar seus torcedores. Espero que seu destino continue favorável e que ele consiga classificar o SP para a próxima fase da Libertadores, quando os jogos deverão ser mata mata e, daí, é a tal de “uma bola”. Agora, para o brasileirão, de pontos corridos, vamos passar muita raiva com ele…
    Abraços!

  2. Nao concordo com esta historia de fritarem o bauza…quer mandå-lo embora? Aguarde o final da temporada, faça uma analise critica com dados.e fatos e se acharem q nao foi bom trabalho ai entao td.bem….mas somente no final.do ano….

  3. Prestem atenção como panelinha de jogador funciona, vão tirar o Bauza antes do Michel Bastos e outras porcarias que temos no time hoje. Aguardem…

  4. antes de um decisão uma matéria dessa só pode ser brincadeira ,eu so quero sabe quando alguém vai dar um basta nessa impressa nojenta que fica inventado polemica para tumultuar ainda mais o soberano .

    mas nao se preocupem com o pitado as coias vão muda muito

    todo escândalo de corrupção seja ele nacional ou internacional tem gente do PMDB E PSDB ,mas alguns só enxergam corrupção apenas no PT

    eleições já essa é: a solução para o brasil o resto é defender partido

    pra sempre soberano

  5. Caro PauloRP… o futebol é assim mesmo. Não adianta jogar bem uma temporada e depois decair na seguinte. A carreira é curta e o jogador tem que mostrar que sabe jogar em todos os jogos. Sou da opinião que deve jogar quem está melhor, independente de nome ou de cartaz. Quanto ao Mateus Reis, não foi inscrito em nenhum dos dois campeonatos que estamos disputando. Portanto, terá que aguardar o Brasileirão. De resto, concordo com sua avaliação sobre o Carlinhos, contratado por solicitação do Muricy. Trata-se de um jogador que está na curva descendente da carreira que, por sinal, nunca foi brilhante. Penso que no sub20 existe uma opção ainda melhor que Mateus Reis: Inácio. Resta lhe dar uma chance, assim como para o Banguelê, que me parece muito melhor que o Hudson como primeiro volante.

  6. Alex, meu caro, o português acaba de ser dispensado da Ferroviária. De paparicado pela mídia no início do campeonato a execrado em face dos péssimos resultados mais recentes do time. Mais um técnico modinha…

  7. Quem frequenta este Site, diariamente, deve ter lido vários comentários meus sobre esta matéria. Está mais na cara que barba. O Bauza, que me parece uma ótima pessoa, está longe de ser um treinador para um time de bom nível. Os jogadores sentem na pele, diariamente, esta falta de conhecimento e capacidade para estabelecer uma forma do time jogar, e percebem que isto os está levando a perder suas condições técnicas e valorizações pessoais. Assim é que, Tiago Mendes, tão celebrado por nós e toda a imprensa como o “cara” do time no ano passado, já está a caminho de se tornar dispensável. O Rodrigo Caio está parecendo um “perna de pau”. O Mateus Reis vê o Carlinhos “dormindo” na lateral e não enxerga possibilidade de progresso no clube, porque percebe que o treinador não o enxerga. Rogério vê o Centú fazendo todas as lambanças do mundo e seguir em alta com o trenero; Michel Bastos, que lê muito bem o jogo, vendo o time destrambelhado em campo sem a mínima chance de se organizar como tal. O que podem pensar sobre o treinador? Alguém ficaria tranquilo jogando num time mal preparado, perdendo valorização no mercado, já que seus mercados dependem de seus desempenhos individuais e coletivos e, no SP, o coletivo há muito vem prejudicando as individualidades do jogadores? Por tudo isto posto, acho até que os jogadores estão muito bem comportados e, acredito que, se houver a queda da Libertadores nesta fase, aí as manifestações vão ser gerais. Estou pagando pra ver…

  8. Já esta na hora do Bauza sair do tricolor, a muito tempo venho dizendo que há 2 tecnicos mais baratos e melhor que esse Argentino, o 1* é o portugues Sergio Vieira e o 2* Marcelo Oliveiea.
    O Bauza vai afundar nosso time, não sabe escalar e pior ainda não sabe substituir.
    Sem o T. Mendes no meio de campo e com o Centurion voltando vejo o tricolor ganhando no ultimo minuto ou até empatando.
    Se for para o bem do S.P.F.C. seria melhor o nosso é melhor eles perderem hoje e mandar esse Argentino embora, já que nenhum jogador nosso gosta dele.

  9. Barreira da língua é uma desculpa esfarrapada… o que deve existir é uma insatisfação no que se refere à “paparicagem”. O Bauza é o líder e ponto final. Os jogadores brasileiros, em sua maioria, gostam de treinadores que passam as mãos em sua cabeça, que os cortejam e paparicam. É a chance de mudarmos essa cultura. O Thiago Mendes vem jogando mal…errando demais na saída de bola. Deveria ter sido mais profissional ao deixar o campo. Entrar em atrito com a Comissão Técnica é um ato de rebeldia que exige punição. É isso… ou a gente coloca ordem no pedaço, ou vamos continuar nessa fase “nunca antes vista nesse time”!

  10. Pintado foi contratado para ajudar os jogadores, manter a calma no vestiário e ficar como sombra do Bauza, estilo Milton Cruz.
    Logo Bauza vai ser demitido e o Pintado ficará como técnico, temporariamente ou efetivamente.

  11. Já vi muita reportagem sensacionalista, no entanto esta faz sentido em alguns pontos importantes. A barreira da língua eu já havia imaginado, pois vai de encontro a uma declaração do pintado. O Pintado enfatizou que irá ficar próximo a comissão técnica e que ele sabe falar espanhol, inclusive “interpretar”. A meu ver ele foi contratado para ser um interprete e que tem conhecimento tático.

  12. Ele está repetindo Gareca no Palmeiras! Eu falei logo de cara:Osorio é muito aberto e interessado em acertar com elenco,etc..já Bauza me parece arrogante, um Muricy piorado…agora que perdemos a chance de trazer Cuca, danou-se!

  13. Nao sei nao mas esta tudo caminhando para nossa saida precoce da libertadores, que o time ja nao conversa a mesma lingua que o Paton era evidente, ja tinha escrito em outros posts, que no sao paulo é uma torre de babel, se nao ganhar hj e nao passar para outra fase no paulista tchau bauza, e que venha Pintado.

  14. Com a grana que ganha do clube sem fazer quase nada, deveria aprender até mandarim para jogar. Bando de mimimi, come-dorme.
    Este é SPaFC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*