Hudson se vê aprovado em “teste” e projeta San-São de domingo

Substituto do suspenso Petros, Hudson tratou o duelo com o CSA-AL como um teste para sua condição física. Recuperado de uma grave lesão na coxa direita, sofrida no fim do ano passado, o volante suportou os 90 minutos e se deu por satisfeito após a vitória por 2 a 0, nesta quinta-feira, em Maceió, onde o Tricolor garantiu a classificação à terceira fase da Copa do Brasil.

“Fazia quase quatro meses que eu não jogava. Esse jogo era um teste para ver como me sentia. Não vou mentir, ainda senti um pouco de dor na minha lesão, mas acho que fisicamente me suportei bem”, analisou o camisa 25, que acertou 55 de 57 passes e efetuou quatro desarmes, segundo dados do site Footstats.

Aos 30 anos, Hudson atuou emprestado no Cruzeiro em 2017, quando foi peça importante na conquista do título da Copa do Brasil. Apesar das investidas do clube mineiro, o Tricolor fez questão de assegurar o retorno do meio-campista, que espera conquistar títulos no São Paulo, com quem tem contrato até o fim de 2019.

“Estou feliz demais por ter voltado. Está se formando um grupo vencedor. Queremos que o São Paulo saia com um título neste ano. É isso que o São Paulo merece”, celebrou Hudson, antes de analisar o duelo em Alagoas.

“Sabíamos da qualidade do CSA. Não foi campeão da Série C à toa. Mesmo com o time deles empurrado pela torcida, conseguimos manter a calma, ter o controle da partida e manter a calma sem sofrer tanto. Foi um jogo difícil, passamos por um teste que nos dá uma confiança a mais”, avaliou.

Antes de pensar no também alagoano CRB, adversário do São Paulo na terceira fase da Copa do Brasil, Hudson projeta o clássico contra o Santos, neste domingo, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. A tendência, contudo, é que o volante abra espaço para o retorno de Petros, que cumpriu suspensão diante do CSA.

“Esse jogo contra o Santos é uma oportunidade de trazer o torcedor de volta, com vitória e bom rendimento. Espero que consigamos levar mais uma vitória para o nosso torcedor”, concluiu.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*