Gol contra de Ceni faz zaga do São Paulo ter pior média em sete anos

A defesa do São Paulo chegou a 23 gols sofridos no Campeonato Brasileiro com a derrota por 3 a 0 para o Náutico, nesta quarta-feira. Trata-se da pior média desde 2005, ano em que, depois de 17 rodadas, o time havia sido vazado três vezes mais e ocupava a zona de rebaixamento.

Não fosse o gol contra de Rogério Ceni – o último do revés nos Aflitos, após socar a bola para a própria meta em cobrança de escanteio pelo lado direito –, os números defensivos seriam idênticos aos da campanha de 2010.

Nas últimas rodadas da competição nacional, o sistema defensivo tem sido o principal alvo de críticas, em especial por conta de jogadas aéreas. Diante de Fluminense, o camisa 1 também falhou em uma saída errada que terminou em gol adversário. Já contra o Grêmio, a defesa vacilou em dois cruzamentos e sofreu a virada.

RETROSPECTO
Ano J G
2011 17 21
2010 17 22
2009 17 19
2008 17 17
2007 17 7
2006 17 17
2005 17 26
2004 17 18
2003 17 26

“Estamos trabalhando bem, mas estamos pecando em algumas horas dojogo, e acabamos tomando os gols. Correr atrás do resultado, em um campo apertado como este, é complicado”, disse o meia Jadson.

Antes da viagem para o Recife, o técnico Ney Franco conversou com osjogadores e treinou bolas altas por cerca de 20 minutos, no CT da Barra Funda. Para o confronto de domingo, diante da Ponte Preta, no Morumbi, ele terá, mais uma vez, somente um dia de trabalho com o elenco.

Dia em que precisará definir o substituto de Rhodolfo. O zagueiro foi advertido com o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão automática. Além das opções de ofício do setor – como Edson Silva, Paulo Miranda e Luiz Eduardo –, o treinador pode voltar a improvisar o volante Casemiro entre os beques, como fez diante do Grêmio, quando não tinha Rafael Toloi.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*