Gilberto não aproveita chance e chega a oito jogos de jejum

Gilberto não aproveitou contra o Avaí a chance que lhe foi dada pela suspensão do titular Lucas Pratto. O centroavante passou em branco no empate por 1 a 1 do último domingo, em Florianópolis, e chegou a oito jogos consecutivos sem balançar as redes adversárias, seu maior jejum em 2017.

Na Ressacada, Gilberto viu a bola chegar poucas vezes aos seus pés. Conseguiu apenas duas finalizações, ambas em direção ao gol e defendidas pelo goleiro Douglas, destaque do Avaí na partida. Seu lance que ficou mais marcado foi a malfadada tentativa de bicicleta nos primeiros minutos, furando a bola que bateu em sua cabeça e saiu em tiro de meta.

Apesar de ter quatro armadores às suas costas, ele ficou isolado durante a maior parte do jogo, precisando recuar em determinados momentos para receber a bola, da qual perdeu a posse em sete oportunidades. Foi substituído aos 38 minutos do segundo tempo por Denilson, que não conseguiu mudar a história da partida.

A última vez em que fez parte da escalação inicial do São Paulo havia sido em 11 de junho, na derrota por 3 a 2, para o Corinthians, em Itaquera, onde anotou um gol, o único dele no Campeonato Brasileiro inclusive.

Artilheiro do Tricolor na temporada, empatado com Pratto, com 12 gols, Gilberto não voltou a marcar desde aquele Majestoso. Passou em branco contra Sport, Atlético-MG, Atlético-GO, Vasco, Grêmio, Botafogo e Cruzeiro, além do Avaí, único adversário contra o qual atuou como titular.

Dos outros 11 gols de Gilberto na temporada, quatro foram em cima de equipes da Série A, dois da Série C, um da Série D e outros quatro em clubes que nem sequer estão inseridos em divisões nacionais (veja a lista abaixo).

Querido pela torcida, que sempre o aplaude de forma entusiasmada no Morumbi, o jogador de 28 anos foi o principal assunto do clube na semana passada, quando avisou à diretoria que não renovaria o contrato válido até dezembro. Gilberto entende que merece mais oportunidades no time titular e ficou livre para assinar com outro clube.

Com Pratto livre de suspensão, a tendência é que ele retorne ao banco de reservas no clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo, no Palestra Itália. A menos que o técnico Dorival Júnior mude o esquema de novo e introduza mais um atacante fixo na formação, o que não deve ocorrer, já que a equipe perderia mobilidade.

Veja os adversários sobre os quais Gilberto marcou gols no ano:

Série A: Ponte Preta (3), pelo Paulista, Corinthians (1) , pelo Brasileiro, e Cruzeiro (1), pela Copa do Brasil
Série C: Moto Club-MA (1), pela Copa do Brasil, e Botafogo-SP (1), pelo Paulista
Série D: São Bernardo (1), pelo Paulista
Sem divisão: Novorizontino (1), Santo André (1), Linense (2), pelo Paulista

 

Fonte: Gazeta Esportiva

4 comentários em “Gilberto não aproveita chance e chega a oito jogos de jejum

  1. Paulo RP…assino em baixo do seu comentário, ressalvando, somente, a questão de o time estar organizado, situação essa que, diante das circunstâncias atuais, eu reputo como impossível.

  2. Quando da contratação do Prato, cujo preço achei altíssimo para a função, defendi por aqui que, se o time estivesse organizado qualquer jogador forte colocaria as bolas pra dentro do gol; e disse, na ocasião, que o Gilberto mesmo daria conta e não precisaríamos do Prato.
    Agora a história é a mesma: ninguém precisa ficar alterado por ele ir embora; pelo contrário, quando o time estiver organizado, até o Denilson guarda as bolas que sobrarem devido ao volume de jogo da equipe. Portanto, por falta de adeus, até breve, Gilberto! Vc perdeu a oportunidade de fazer um bom contrato, aproveitando a ignorância de diretores e torcida…

  3. Esse é a maior enganação. Estava escondido num sub time americano até ser resgatado pelo São Paulo. Mas nunca decide nada em jogo importante. Pode ter vontade, mas isso não basta para jogar no São Paulo, pois vontade até eu tenho…
    O problema é que boa parte da torcida do São Paulo está num nível de expectativa tão baixo e numa carência de ver jogadores que se dedicam ao clube, que acabam elegendo qualquer cabeça de bagre como ídolo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*