Gana pela reação e torcida: fatores motivacionais no Majestoso

“Temos que esquecer a derrota para o Cruzeiro e pensar no Corinthians, porque será um jogo importante. Queremos reagir e conquistar um resultado positivo neste domingo”. As palavras do capitão Maicon mostram que o elenco são-paulino está com disposição de sobra para encarar o clássico neste final de semana, no Morumbi, e assim deixar para trás o tropeço diante dos mineiros pela Copa do Brasil.

Semifinalista do Campeonato Paulista, o Tricolor buscará um resultado positivo diante do arquirrival para conquistar uma vantagem para o duelo de volta. Para isso, os comandados de Rogério Ceni apostam no poder de superação do elenco e na força da torcida, que tem dado show no estadual deste ano. “Acredito muito na nossa recuperação, porque temos um grupo forte e mostramos isso na maior parte da temporada. Vamos com tudo para reagir e contamos com o nosso torcedor”, acrescentou o zagueiro.

O São Paulo é o único clube com média acima de 30 mil torcedores por jogo no Paulistão. Em sete jogos como mandante no Morumbi, o clube levou 220.603 torcedores ao estádio, média de 31.514 pagantes por partida. O maior público da competição deste ano, inclusive, foi diante do Corinthians (1 x 1) na fase de grupos: na ocasião, 51.869 são-paulinos lotaram o Cícero Pompeu de Toledo e registraram o recorde do torneio estadual.

“A torcida é a nossa motivação. Quando as coisas não estão dando certo dentro de campo, a torcida nos apoiando é importantíssimo. Buscamos nosso melhor, ficamos felizes com a torcida comparecendo, pedimos mais uma vez para que a torcida compareça domingo e nos ajude ir em busca de uma vitória”, afirmou Rodrigo Caio, que teve a opinião compartilhada pelo experiente Cícero.

“O torcedor esteve com a gente o tempo todo neste começo de ano, e mais uma vez contamos com este apoio. É importante ter a torcida contagiando a equipe, porque isso dá motivação extra aos jogadores. Temos que esquecer a derrota para o Cruzeiro, porque estamos na semifinal de outra competição e com chances reais de conquistar o título. Vamos consertar os erros e manter o nosso estilo de jogo, porque estamos no caminho certo para melhorar cada vez mais”, opinou.

Fonte: Site Oficial

Um comentário em “Gana pela reação e torcida: fatores motivacionais no Majestoso

  1. Falam, falam, mas ninguém lá dentro esquece a vergonhosa derrota em casa para um time meia-boca como o Cruzeiro!
    O grupo se “mostrou forte” apenas contra os fracos – assim mesmo nem todos pois perdeu de 4 para um dos rebaixados e empatou vários, inclusive em casa.
    Parece que todo o entusiasmo com que o treinador começou a temporada: aquele esquema tático das linhas jogando juntas e marcando a saída da bola no campo do adversário; o combate para retomada das bolas onde eram perdidas, ficou para trás após a derrota para o Palmeiras. Agora é ganhar ou ganhar do curintia. Se ganhar bem amanhã, terão condições de fazer um bom jogo em Minas; se perder ou empatar, pode mandar os reservas pro Mineirão porque não vai ter jogo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*