G-4 começa a fazer parte de discurso do elenco são-paulino

Aos poucos, o discurso de rebaixamento vai sendo substituído no São Paulo pelo de chance de vaga na Libertadores. O técnico Muricy Ramalho não externa publicamente, porém o elenco já começa a sonhar com o grupo dos quatro primeiros do Campeonato Brasileiro.

“Está muito disputado. Pode ver que entre o primeiro da zona de rebaixamento e o último não há muita distância. Nossa equipe tem que pensar, sim, em buscar as primeiras posições. Tem que esquecer um pouco essa zona de rebaixamento e pensar em algo melhor. Temos que buscar essa classificação”, diz Jadson.

Com a terceira vitória em três jogos sob comando de Muricy, o São Paulo abriu três pontos de frente para o descenso e ficou momentaneamente a oito do G-4 – essa diferença pode aumentar caso o Internacional vença o Bahia, na noite desta quinta-feira, fora de casa. O rápido salto na classificação leva os jogadores a crerem que o cenário poderia ser muito melhor.

“Nossa equipe tem um plantel qualificado e tinha condição de estar brigando pelas primeiras posições. Temos que sair dessa zona de desconforto para brigar por alguma competição, por Libertadores, no futuro”, reforçou Jadson, referindo-se ao primeiro turno muito ruim do São Paulo, com 18 pontos conquistados em 19 partidas.

No domingo, o time já pode furar a faixa que dá vaga à edição 2014 da Copa Sul-americana caso derrote o Goiás, no Serra Dourada. O torneio continental, a propósito, é outra meta nesta temporada. Campeão no ano passado, o São Paulo vai estrear na competição na quinta-feira que vem, contra o Universidad de Chile, no Morumbi.

“São dois campeonatos diferentes. Primeiramente, a gente tem que pensar no Goiás. Mas, quando chegar a Sul-americana, também temos que pensar nela. Temos que brigar tanto para melhorar no Brasileiro quanto pelo bicampeonato da Sul-americana”, opinou o camisa 10.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “G-4 começa a fazer parte de discurso do elenco são-paulino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.