Feliz por ser titular, Cueva cita correções e explica conversa com Gareca

Cueva voltou a ser titular do São Paulo na vitória por 1 a 0 sobre o Bragantino, quarta-feira, no Morumbi. Motivo de comemoração para o meia, nos holofotes neste começo de ano por atitudes fora do campo que colocaram seu comprometimento em xeque.

O meia disse entender as cobranças pelos erros e se animou por ter voltado a jogar desde o início pelo Tricolor.

– Todo técnico vai querer o melhor para o jogador. Houve coisas que aconteceram comigo, mas conversei com os dois (Dorival Júnior, do São Paulo, e Ricardo Gareca, da seleção peruana) e agora estou mais tranquilo. Simplesmente quero jogar e dar o melhor para o grupo. Queremos conseguir títulos. É a única coisa que importa agora. Depois voltei a ter confiança do professor, que é o mais importante para mim e me deixa tranquilo – disse Cueva.

Cueva também explicou a conversa que teve com Ricardo Gareca, técnico da seleção peruana. O comandante esteve no Morumbi no sábado, quando viu a vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo-SP.

– Ele (Gareca) sempre faz viagens visitando jogadores, não só a mim. Veio da Colômbia, onde visitou um companheiro. Funciona assim: visita e conversa com jogadores. Tenho um carinho muito especial por ele e vice-versa. Isso se nota quando conversamos. O que ele quer é que todos os jogadores estejam concentrados em jogar e trabalhar. As coisas que aconteceram comigo eu tenho de corrigir. Depois, com o tempo vou brindar coisas melhores para o meu clube, o São Paulo, que me deu a oportunidade. Deixo o resto nas mãos de Deus. Só me resta trabalhar. Estou feliz. É o que mais importa para jogar futebol.

Diante do Bragantino, Cueva tentou combinações de jogadas com Nenê e Diego Souza. Assim como todo o time, o meia jogou melhor no primeiro tempo. O peruano foi substituído aos 19 minutos da etapa final, por Brenner.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*