“Esquema da Copa” vira opção, e Muricy elogia velocidade das seleções

O técnico Muricy Ramalho vem testando frequentemente o São Paulo no 3-5-2, inclusive em jogos-treino, e coloca essa formação como uma alternativa para a equipe, sobretudo após o retorno de Rafael Toloi ao clube.

Segundo o treinador, a Copa do Mundo tem mostrado a importância que esse esquema tem e o quão eficiente ele pode ser.

– A única mudança importante nesta Copa é que alguns times mudaram a forma de jogar,  atuam de uma forma que aqui não se aceita muito, que é o 3-5-2. Várias seleções que se destacaram jogaram assim, como México, Colômbia, Costa Rica. Isso é algo que está voltando a se fazer – disse ele, que cogita de fato escalar o Tricolor dessa maneira.

Na visão do comandante do São Paulo, a velocidade dos times tem sido marcante na Copa do Mundo no Brasil.

– Nesta Copa está todo mundo jogando no contra-ataque, a parte física hoje é muito forte e a prioridade é o contra-ataque. Tem de ter uma marcação muito forte para a retomada. É velocidade o tempo todo e estão acontecendo muitos gols. No passado a Espanha tinha muita paciência, tocava a bola, hoje é velocidade incrível. É o basquete, muito agrupado sem a bola e velocidade com ela – analisou.

Atualmente, Muricy tem escalado o São Paulo em um 4-2-3-1, com Maicon e Souza como volantes, Ganso centralizado na meia, Alan Kardec e Osvaldo abertos pelos lados e Luis Fabiano como centroavante.

 

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em ““Esquema da Copa” vira opção, e Muricy elogia velocidade das seleções

  1. Pois é…
    México, Colômbia e Costa Rica. Eles estão jogando a final, não é?
    E o que dizer do jeito de jogar da Bélgica, da Alemanha, da Holanda?
    Talvez fosse melhor o Murici estudar o que aconteceu com o futebol nos países europeus e como seus jogadores são formados na base. Como os técnicos não inventam de mudar as características dos jogadores e os utilizam onde e como melhor produzem.
    O Murici, que é forte no São Paulo, até pelo que já conquistou pelo clube, poderia se inspirar melhor, aproveitar esta força, e organizar o SP desde o infantil até os profissionais para que, daqui há algum tempo o SP possa voltar a ser o Soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*