Em ‘saideira’, Ceni já faz as contas pelo heptacampeonato brasileiro

O Campeonato Brasileiro mal começou, mas Rogério Ceni já sabe a matemática para o São Paulo brigar pelo título da competição. Naquele que deve ser seu último torneio como profissional, o goleiro, de 40 anos, já faz as contas do que o Tricolor precisa para conseguir o heptacampeonato nacional. Ele acredita que seja necessário um aproveitamento de 66% dos pontos disputados para chegar à primeira colocação no fim do ano. Foram três rodadas até agora – faltam mais 35.

Por enquanto, o São Paulo conquistou sete pontos e tem a liderança por conta do saldo de gols. São seis contra cinco do cinco do Vitória e dois do Botafogo. O time conquistou uma vitória em casa – 5 a 1 contra o Vasco. Fora, foi uma vitória e um empate, contra Ponte Preta e Atlético-MG, respectivamente.

– Um time campeão joga com 75 ou 80% de aproveitamento em casa e 45 ou 50% fora. Time que chega a 66% de aproveitamento no campeonato tem muita chance de chegar ao título – diz Rogério Ceni.

Vale lembrar que, em 2012, o Fluminense foi campeão com 67,5%, mas, nos anos anteriores, a pontuação necessária foi bem mais baixa. Em 2010, o próprio Flu levou o caneco com 62,3%, mesmo percentual do Corinthians em 2011. Em 2009, o Flamengo foi ainda mais econômico e acabou campeão com 58,8%.

Pelas contas do goleiro, o São Paulo precisa conquistar um total de 45 pontos em casa e 29 pontos fora, totalizando 74 – o time já tem sete nestas três primeiras rodadas. Ceni, aliás, destacou o empate em 0 a 0 diante do Atlético-MG, no Independência.

– Acabamos ficando à frente pelo saldo de gols, mas nesse momento do campeonato não importa muito quem está em primeiro, terceiro, quarto ou quinto. Importante é somar um ponto com uma equipe que dificilmente perde em casa. Muita gente não vai levar ponto algum (do Atlético no Independência).

Vale ressaltar que, contra o Galo, o São Paulo ficou com um jogador a menos a partir dos 16 minutos do segundo tempo, quando Denilson foi expulso. Mesmo assim, conseguiu o empate.

– Quando você pega um clássico como esse, se você fica com dez jogadores e leva um ponto, é um ponto importante para o futuro. Pode fazer a diferença numa briga por título, vaga na Libertadores. No segundo semestre, vamos receber o Atlético no Morumbi e temos mais chances de ganhar.

Rogério Ceni tem experiência na competição. Ele esteve no elenco que conquistou o tricampeonato consecutivo – 2006, 2007 e 2008.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.