Em nova posição na zaga, Rodrigo Caio vira intocável no São Paulo

Um amistoso, cinco jogos do Paulistão e três da Libertadores. O São Paulo entrou em campo nove vezes nesta temporada. O único jogador de linha a ter sido titular em todos eles é Rodrigo Caio. Finalmente fixado em sua posição preferida, a zaga, ele já atuou pelo lado direito da defesa, agora está na esquerda. Já teve quatro companheiros diferentes e marcou dois gols.

Se o início de 2016 tem sido irregular para o Tricolor, o do jovem de 22 anos é intenso. Ele considera o melhor de sua carreira, inclusive. Dono da zaga, reagiu a críticas internas da maneira ideal. Depois de o assessor da presidência, Rodrigo Gaspar, chamá-lo de “jogador de condomínio” nas redes sociais, o xará marcou dois gols. O ano é promissor.

– Eu estava pensando nisso quando ia para o estádio (do Pacaembu, antes do jogo contra o Novorizontino, no qual fez o gol da vitória por 2 a 0). Acredito que seja o melhor início. Estou mais confiante, muito bem física e tecnicamente, crescendo a cada jogo. Não há satisfação maior do que essa. Vou procurar seguir nessa regularidade para atuar o maior número de jogos possível – afirmou o zagueiro.

tabela zagueiros São Paulo 2016 (Foto: Arte: GloboEsporte.com)

Nos últimos três jogos do São Paulo, o camisa 3 teve três companheiros diferentes. Na derrota para o The Strongest, jogou ao lado de Lucão. Na vitória sobre o Rio Claro, quando fez o gol da vitória, teve o ídolo e estreante Lugano como parceiro. Na última quarta-feira, atuou com outro estreante, o experiente Maicon, ex-Porto.

A temporada teve início com Rodrigo Caio e Breno na zaga. Foi a formação dos três primeiros jogos, o amistoso diante do Cerro Porteño, e as estreias na Libertadores e no Paulistão, contra Cesar Vallejo, do Peru, e RB Brasil, respectivamente. Em Campinas, Breno se machucou e foi substituído por Lucão, que acabou cometendo o pênalti do gol do RB.

Breno ainda não se recuperou de tendinite no joelho esquerdo, e sua lesão levou o técnico Edgardo Bauza a fazer alteração tática. Rodrigo Caio passou a atuar na esquerda da zaga, algo ao qual ele não estava habituado, enquanto Lucão, Lugano e Maicon entraram no lado direito.

– Eu me senti bastante confortável. Não vejo problema nenhum em atuar pelo lado esquerdo. Minha adaptação foi rápida, até porque comecei a temporada treinando pela esquerda com o Breno, mas, no jogo, acabei atuando pela direita. Quando o Breno machucou e o Lucão entrou, fui pra esquerda de vez. Estou me sentindo muito bem e confiante.

Xodó da diretoria desde que foi promovido ao time principal, em 2011, Rodrigo Caio esteve perto de ser negociado no ano passado, quando era visto como solução para os problemas financeiros do clube, mas teve a ida para o futebol espanhol frustrada. Com boas chances de ser convocado para as Olimpíadas, em agosto, ele também conquistou Bauza, ex-zagueiro e, portanto, especialista na posição. Além dele, só o goleiro Denis foi titular nos nove jogos de 2016.

A fase artilheira, segundo o jogador, deve-se à maior qualidade das cobranças e a uma nova postura dentro da área. Rodrigo Caio tem dois gols em 2016, mesmo número do volante Thiago Mendes. O artilheiro da equipe é o argentino Calleri, com três.

– Estou atacando mais a bola. As batidas estão sendo melhores, e estou conseguindo chegar na hora certa para fazer o gol. O posicionamento depende do batedor. Uns levantam mais a bola e outros cruzam no primeiro pau. Estou alternando e tendo sorte.

 

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Em nova posição na zaga, Rodrigo Caio vira intocável no São Paulo

  1. Sempre gostei do RCaio; porém neste início de ano, apesar de ter marcado 2 vezes, acho que ele está devendo. Garantir a zaga contra Novo Horizontino, Agua Santo etc não vale nada. Espero vê-lo garantindo nos jogos da Libertadores. Aí sim, vai dar para continuar elogiando esse garoto.
    Força Rodrigo!!!

  2. Mas ele já vai ficar no banco contra a Ponte…. também gosto do futebol dele mas acho que vai sobrar para ele depois da boa estreia do Maicon. Meu time seria Denis- Maicon- Lugano -Caramelo- Mena- Thiago Mendes- R.Caio- Ganso- Micel- Kelvin e Calleri.

  3. O melhor zagueiro e o mais regular jogador do time em 2016. Apesar dos corneteiros que acharam bacana e repetiram aqui o que esse aspone babaca escreveu no Twitter.
    É dos poucos que tem mercado na Europa. Quando estiver lá, os críticos vão ficar falando: “pô, no São Paulo ele não jogava nada.”
    Fará uma boa dupla com Maicon, o outro zagueiro real do elenco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*