Dorival vê São Paulo perto da reação e lamenta pênalti: ‘Mudou tudo’

O técnico Dorival Júnior manteve parte do discurso otimista mesmo após o empate do São Paulo por 2 a 2 diante da Ponte Presta neste sábado no Morumbi. O comandante destacou pontos positivos na atuação do time, afirmou que controlou o jogo até o pênalti cometido por Jucilei, expulso no lance em que, segundo ele, acabou decidindo o embate. Por conta disso, Dorival descartou mudar o esquema tático de sua equipe.

– Por incrível que pareça, alguns resultados têm acontecido com a equipe muito bem postada em campo. E de repente uma bola que viaja, uma mudança de posicionamento, uma infiltração, tem acontecido os gols. Tem situações que são até difíceis de explicar, pela maneira como são construídas. Até aquele momento (pênalti) não houve nada frontal na nossa área, nenhuma batida. Isso é resultado. Posicionamento perfeito, linhas aproximadas, tudo isso observamos. De repente uma jogada, uma bola parada, que voltou. Houve a disputa, não conseguimos tirar a bola no miolo, e de repente na batida teve alguma coisa com a expulsão. Aí é natural, mudou tudo. Não pretendo mudar o esquema – afirmou Dorival.

Na maior parte da entrevista, o treinador comentou sobre o episódio entre Cueva e Rodrigo Caio, e falou que a equipe está deixando de conquistar o resultado por detalhes. Já são três jogos sem vencer, e a equipe ocupa a 19ª colocação com 24 pontos, afundado na zona do rebaixamento. Veja outros trechos da entrevista de Dorival:

O que está faltando para vencer?
A equipe é organizada, está bem posicionada, constroi um resultado, e de repente uma bola parada muda toda o contexto do jogo. Aí eu te pergunto: em que momento penetraram por dentro da nossa zaga? Isso mostra time que marca mal. Não aconteceu nada disso. Em nenhum momento ocorre isso. E detalhes mínimos determinam e tem acontecido em todos os jogos. Não é emocional neste momento, até porque os dois gols foram semelhantes, bolas paradas, disputadas, e de repente os dois gols. Não foi erro de posicionamento, troca de posição, abertura. Nada. Duas bolas paradas que proporcionaram o empate. Uma situação, que no momento como esse… E a gente trabalhando, buscando. Vocês viram uma equipe equilibrada, dona do jogo, sabendo o que estava fazendo. Fez o 2 a 0 com potencial de fazer mais, aí acaba tomando o gol e expulsão. A partir daí fica difícil.

Quando vai conseguir o ciclo de vitórias?
Estamos muito próximos disso, só não estamos conseguindo completar esse ciclo. A partida contra o Palmeiras também tivemos as condições de decidir. Tivemos quatro oportunidades, muito mais que o adversário, e não tivemos a tranquilidade na definição. Hoje novamente estava construído. A equipe estava se entregando em campo. Pequenos detalhes estavam decidindo as partidas.

Cueva precisa se cobrar mais, como disse Rodrigo Caio?
Não é só no Cueva, é em todos nós. Não estamos satisfeitos com o que estamos fazendo, com o que estamos vendo, não é só o Cueva, o Rodrigo. Precisamos querer um pouco mais. O time está buscando. Falo sempre que a diretoria tem dado todas as condições, a torcida. Não tem nada do que reclamar. Lá vocês acompanham sempre, a entrega dos jogadores, comprometimento. O que jogou hoje era para conseguir um grande resultado. Era para contribuir para uma vitória. Esses pequenos detalhes têm tirado pontos importantes. A equipe vem evoluindo. O resultado não mostra isso, fica difícil até para a gente explicar. Mas sinto isso.

Qual opinião sobre as críticas de Michael Beale à diretoria em entrevista ao UOL?
Não quero falar nada. Eu estou conhecendo o São Paulo, e claro todo mundo tem coisa ruim, mas muita coisa boa já está acontecendo no São Paulo, apesar desses resultados.

Estreia de Bruno Alves
Dentro de um equilíbrio, foi bem. Acho que ainda pode crescer muito. Jogador que como Lucas, próprio Eder Militão, não vinha atuando muito. Eu fiquei atado naquele instante, era uma dificuldade. Porque um deles poderia sentir e a gente ficar com dois a menos. Mas ele foi bem.

Militão
Militão estava muito bem, vinha evoluindo na partida. Bem na marcação. Um ou outro erro, mas vinha muito bem.

Está satisfeito com parte ofensiva do time?
Hoje em dia fica muito difícil jogar contra dez jogadores atrás da linha da bola. Você precisa ter muita paciência, porque pode abrir para um contra-ataque adversário. Hoje, 90% das partidas são decididas assim. E nosso time em nenhum momento deu contra-ataque. Tem de jogar assim, com paciência, porque se não você vai a toda hora tentar furar bloqueio, e pode ter um contra-ataque decisivo e fatal. Até então tínhamos trabalho em campo ofensivo, para tentar chamar um pouco o time da Ponte.

 

Fonte: Lance

4 comentários em “Dorival vê São Paulo perto da reação e lamenta pênalti: ‘Mudou tudo’

  1. O Dorival não tem culpa pelo momento atual , mas é nítido que ele ainda não estreou pelo SPFC como técnico , até pq seu sistema de jogo com esses jogadores ainda não encaixou e as mudanças que fez se mostraram piores como a troca de posição do Jucilei além da entrada do Sidão.
    O SPFC há muito tempo tem um sistema defensivo péssimo e isso deve ser consertado pra fazer o time funcionar , mas o Dorival parece montar o time do ataque pra defesa .
    A evidente e notória culpa da omissa e desastrosa diretoria , presidente e conselho inoperantes dentro do futebol , que não colocaram ninguém que entende de futebol pra comandar o departamento todo desde que assumiram quando da renúncia do ladrão Aidar , a empáfia e arrogância que estampam os nossos representantes diretivos refletem o que é o SPFC desta década.
    Claro que jogadores e técnicos tem e tiveram a sua culpa , mas a incapacidade de manter o SPFC no pioneirismo como clube de futebol é fruto de seguidas administrações desastrosas , culminando com a incompetência explícita do SR Leco.

  2. É Dorival Jr. acho que seu dia esta chegando, vc nao esta conseguindo mudar a cara de time de 2a divisao, nao esta tirando leite de pedra, basta perder para vitoria que tudo é possivel, e para as galinhas que vc ja era. e ai nossa grande diretoria vai contratar quem? quem vai ser o magico ou burro idiota assumir esse barco furado.

  3. Dorival foi um erro suas substituicoes e isso que um bom treinador as vezes faz e vc nao fez e fez errado, tudo bem que nossa zaga nao presta é só apertar que eles gemem, esse Rodrigo Caio nao merece mais vestir a camisa do sao paulo, Cueva idem, alias ou o dorival jr espoe logo as feridas que tem o sao paulo ou ele vai naufragar junto com o sao paulo e isso se nao for demitido logo, basta perder para vitoria e galinhas que podem ter certeza dorival ja era, e quem vai vir, nem um magico resolve, nem muriçoca, tem que dar um fim em alguns jogadores para depois vir algum treinador, ou vir um treinador de coragem que tire as porcarias que nao querem jogar.

  4. Apenas uma alteração da Ponte acabou com nosso sistema defensivo, colocaram um jogador alto, que ganhou todas por cima. Isto ele não enxergou. Teve a chance de mudar o sistema após o pênalti, colocando mais um zagueiro, preferir colocar o inútil do Buffarini, não enxergou que no primeiro tempo o Juscilei foi ridículo quando teve a bola nos pés, não sabe é não tem velocidade para puxar contra ataques, quando estavamos em vantagem deixou o Pratto para puxar contra ataques, é sabido que ele não tem velocidade para isto. Ou seja ele não ENXERGA NADA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.