Dorival elogia “força” de Militão e indica chance a Gomez no São Paulo

A primeira de duas semanas de trabalhos do São Paulo terminou com goleada por 6 a 1 sobre o Black Gold Oil, time norte-americano comandado por Joel Santana, em jogo-treino disputado no último sábado, no CCT da Barra Funda. Após a atividade, o técnico Dorival Júnior elogiou Éder Militão e Jonatan Gomez, dois dos jogadores que podem aparecer como novidades no duelo com a Ponte Preta, no próximo sábado (9), no Morumbi.

Aos 19 anos, Militão treinou na lateral direita da equipe titular no decorrer da semana. A ideia é dar maior proteção no setor, já que Buffarini não foi bem nas últimas partidas e Bruno, que está machucado, é visto como um jogador mais ofensivo.

Sua última aparição não lhe traz boas recordações, contudo. Apesar de o Tricolor ter vencido o Cruzeiro por 3 a 2, em 13 de agosto, no Morumbi, Militão foi mal como primeiro volante e acabou substituído por Jucilei no intervalo, desperdiçando a oportunidade dada por Dorival na ocasião.

“Tenho gostado do Militão, tem muita força de combate, de marcação, de retomada de bola. No jogo contra o Cruzeiro, ele não estava muito bem em relação à distribuição de bolas. Em compensação, em retomada, em marcação, sempre com posicionamento muito bom. Por isso estamos fazendo algumas observações com relação a ele”, afirmou o treinador à SPFC TV.

Não seria a primeira vez de Militão na lateral direita. O garoto, revelado nas categorias de base do clube, atuou na posição na estreia do Campeonato Brasileiro, contra o Cruzeiro, e em determinados momentos na partida diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada. Em ambas as ocasiões, porém, o Tricolor acabou derrotado por 1 a 0.

Outro que pode receber uma chance diante da Macaca, embora com probabilidade menor, é Gomez. O meio-campista argentino se destacou no jogo-treino contra os norte-americanos marcando dois gols, um deles de fora da área, sua especialidade nos tempos de Independiente Santa Fe-COL. Seu principal concorrente é Jucilei, que caiu de rendimento nos últimos jogos.

“O Jonatan trabalhou como primeiro volante em razão de não termos outro atleta para a função (Dorival utilizou uma formação reserva no jogo-treino, à exceção de Sidão). Quero usá-lo como um segundo volante. Nisso ele tem qualidade, com boa distribuição de bolas e chega muito bem por trás para finalizar”, avaliou o comandante.

Como o elenco folga neste domingo e se reapresenta na segunda-feira, Dorival terá mais cinco treinos para definir a equipe, da qual pede mais intensidade para que saia da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com 23 pontos ganhos em 22 rodadas, o São Paulo ocupa o 19º e penúltimo lugar da competição.

“Essa última semana foi bem diferente das demais. Pudemos preenchê-la com uma intensidade maior, houve uma resposta muito melhor. Espero que a produtividade em campo se transforme também. O São Paulo tem todas as condições de sair desse momento em que vive. Temos de ser mais intensos, buscarmos mais cada lance e cada jogada. Isso será fundamental para que alcancemos nossa recuperação”, encerrou.

No meio da semana, Dorival contará com os retornos de Rodrigo Caio, Arboleda e Cueva, que estão a serviço de suas respectivas seleções nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. O zagueiro equatoriano, porém, cumprirá suspensão contra a Ponte Preta. Aderllan é o favorito a substituí-lo no próximo sábado.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.