Despedida de Kaká do Morumbi pode marcar renascimento do São Paulo

O torcedor são-paulino terá neste domingo a última oportunidade de reverenciar Kaká em sua casa. Contra o Figueirense, às 17h, o meia fará a despedida do Morumbi antes de encerrar a segunda passagem pelo clube. E, ao contrário da primeira, quando saiu espinafrado por uma parcela dos fãs, tende a receber aplausos generosos. De pé. Justo.

Kaká revolucionou o São Paulo este ano e é o símbolo da semente de um fruto que o clube espera colher em 2015. Uma vitória garante a vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores, sem a necessidade de disputar um mata-mata.

A principal contribuição de Kaká para a base que tentará títulos ano que vem não foi técnica, mas de liderança sobre o ambiente, apontam os profissionais que com ele trabalharam. Deu exemplos de comportamento e profissionalismo, alavancou o desempenho de companheiros como Alexandre Pato e Ganso, os motivou a buscar vitórias. Apesar da experiência, Kaká sempre elogiou o grupo, dizendo ser um dos mais saudáveis que já encontrou na vida.

Foi a principal peça de um projeto de reformulação semelhante ao implementado na última grande era vitoriosa do clube, na década passada, com início em 2004 e fim em 2008.

As circunstâncias se assemelham. O Tricolor tende a chegar forte para o ano que vem mesmo após a eliminação na Copa Sul-Americana, para o Atletico Nacional (COL).

Esse cenário o clube viveu em 2004 e virou o ponto de partida para chegar ao topo do mundo. A queda nas semifinais da Libertadores para o Once Caldas (COL) acabou com o sonho de reconquistar a América, mas o trabalho foi mantido e, no ano seguinte, não só a Liberta, mas o Mundial voltaram à galeria.

Kaká não estará mais no São Paulo, mas a parcela de contribuição já fez efeito. A melhora do ambiente foi um dos fatores levados em conta por Rogério Ceni para renovar contrato. Com ele, o técnico Muricy Ramalho afirmou que 2015 já começa bem.

Em contrapartida, o meia se despede novamente sem título de expressão. Na verdade, faltou até a taça. Mas ele sai satisfeito e projeta emoção nesta tarde especial.

– Será um jogo emocionante. Tenho certeza de que será um dia muito especial. Ficarei emocionado, mas feliz e contente. Espero terminar essa passagem pelo São Paulo com uma importante vitória – analisou o meia.

Kaká e o são-paulino esperam que seja não o fim, mas o início de algo maior para o clube.

Fone: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*