Derrotado, Pimenta refuta nova eleição e deseja que Leco ‘seja feliz’

Logo após o resultado final da eleição para presidente do São Paulo em que foi derrotado pelo atual presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, o candidato da oposição, José Eduardo Mesquita Pimenta afirmou que essa foi a única tentativa de voltar a comandar o clube do Morumbi e que não pensa em disputar o pleito de 2020. Pimenta já presidiu o Tricolor paulista no início da década de 90, no período mais vitorioso da equipe.

– Eu não pretendo mais (concorrer à presidência). Eu sou presidente do Conselho Consultivo e provavelmente vou participar do Conselho de Administração, mas é só – afirmou o candidato da oposição que recebeu 102 votos contra 123 do atual presidente são-paulino que foi reeleito para comandar o clube pelos próximos três anos.

Em uma das eleições mais disputadas do São Paulo, Pimenta disse que sua candidatura foi uma tentativa de retomar os anos de glórias do clube. Mas afirmou que irá torcer para que Leco faça uma boa administração.

– Quis dar a minha contribuição e voltar para ajudar o São Paulo para tentar tirar dessa situação que se encontra. Mas, como não foi possível, que ele (Leco) seja feliz. Vamos torcer pelo São Paulo – comentou Pimenta, que não quis falar sobre uma possível atuação para ajudar o presidente reeleito.

– Acho muito cedo para falar sobre isso (de um pacto com a atual diretoria). Vamos ver, pelo menos a oposição ressurgiu – finalizou.

Fonte: Lance

Um comentário em “Derrotado, Pimenta refuta nova eleição e deseja que Leco ‘seja feliz’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*