Denílson espera pressão do Atlético Nacional nos minutos iniciais

Desta vez sem enfrentar problemas, como aconteceu no Equador, na véspera do jogo contra o Emelec, o São Paulo conseguiu fazer o tradicional treino de reconhecimento do gramado do estádio Atanasio Giradot na noite de terça-feira, em Medellín, na Colômbia. O time paulista enfrenta o Atlético Nacional nesta quarta, às 22h (de Brasília), pelo jogo de ida da semifinal da Copa Sul-americana.

Nas quartas de final, o Tricolor foi impedido pela diretoria do Emelec para fazer a atividade na véspera da partida, fato que revoltou a comissão técnica e a diretoria do São Paulo. No treino comandado por Muricy Ramalho na Colômbia, não houve folga para o elenco, apesar do cansaço da recente sequência de viagens do clube.

Os jogadores treinaram por cerca de uma hora. O técnico são-paulino iniciou com uma atividade em campo reduzido, trabalhando passes e movimentação. Depois, os atacantes treinaram finalizações com cruzamento dos laterais, enquanto Rogério Ceni praticou cobranças de faltas e pênaltis.

Divulgação/São Paulo FC

São Paulo conseguiu fazer o reconhecimento do gramado na noite de terça-feira, em Medellín (Rubens Chiri)

Encerrados os preparativos para a partida, o volante Denílson afirmou esperar que o Atlético Nacional, empurrado pela torcida, tome a iniciativa ofensiva nos minutos iniciais. “Será uma pressão muito grande, não tenho dúvida disso. Soube que os ingressos estão praticamente esgotados. Vamos precisar de inteligência para segurar o ímpeto inicial do time deles e impor nossa forma de jogar”, analisou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*