Cuca supera tempos de “quase” e tem seis títulos seguidos em finais

O segundo jogo de Cuca no comando do São Paulo já será uma final de campeonato. O treinador começa a decidir o Paulistão neste domingo, às 16h (de Brasília), no Morumbi, contra o Corinthians. E leva a campo uma longa trajetória em decisões.

De 1999, quando disputou a primeira final como treinador, pelo Avaí, a 2015, quando conquistou o último título na China, Cuca mais venceu do que perdeu decisões de campeonatos. Com o tempo, superou a fama de “quase”, que marcou sua carreira no Rio de Janeiro, e passou a colecionar sucessos em finais.

Ele venceu as últimas seis que disputou. Não perde uma decisão desde 2009, quando comandava o Fluminense e foi superado pela LDU na briga pelo título da Copa Sul-Americana. Relembre abaixo:

1999: Avaí (perdeu)

Final do Campeonato Catarinense

Avaí 2 x 0 Figueirense

Figueirense 2 x 1 Avaí

Cuca era um jovem técnico de 36 anos quando encarou a primeira decisão da carreira de treinador. Foi pelo Avaí, o segundo clube que dirigiu – o primeiro foi o Uberlândia. O desafio na final era dos grandes: contra o maior rival, o Figueirense, e precisando quebrar a vantagem do adversário pela melhor campanha. No primeiro jogo, na Ressacada, deu tudo certo: vitória por 2 a 0. Mas na volta o Figueira venceu por 2 a 1 e foi à prorrogação jogando pelo empate. Foi o que aconteceu, com muita confusão em campo e Gustavo Kuerten, torcedor do Avaí, atacando de comentarista.

2005: Flamengo (perdeu)

Final da Taça Rio

Fluminense 4 x 1 Flamengo

Seis anos depois, Cuca voltou a viver uma decisão, desta vez no comando do clube mais popular do Brasil. Foi sua primeira passagem pelo Flamengo, e ela ficou marcada por uma enorme decepção na final da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, com goleada de 4 a 1 para o Fluminense de Abel Braga. O meia Zinho, encerrando a carreira, fez o gol rubro-negro. Duas semanas depois, Cuca foi demitido.

2007: Botafogo (ganhou)

Final da Taça Rio

Cabofriense 2 x 2 Botafogo

Botafogo 3 x 1 Cabofriense

2007: Botafogo (perdeu)

Final do Campeonato Carioca

Flamengo 2 x 2 Botafogo

Botafogo 2 x 2 Flamengo

A conquista da Taça Rio deu ao Botafogo a oportunidade de ir à final do Campeonato Carioca contra o Flamengo. Após dois empates por 2 a 2, o goleiro Bruno decidiu para os rubro-negros nos pênaltis, e Cuca ficou com o vice.

2008: Botafogo (perdeu)

Final da Taça Guanabara

Botafogo 1 x 2 Flamengo

O Campeonato Carioca de 2008 teve forte disputa entre Botafogo e Flamengo. Na Taça Guanabara, Cuca lamentou mais um vice: o Botafogo saiu na frente, gol de Wellington Paulista, mas cedeu a virada aos rubro-negros na etapa final – gols de Ibson e Diego Tardelli.

2008: Botafogo (ganhou)

Final da Taça Rio

Botafogo 1 x 0 Fluminense

A recuperação não demorou. Depois da decepção no primeiro turno, o Botafogo levou o returno, a Taça Rio, com vitória de 1 a 0 sobre o Fluminense. Renato Silva fez o gol.

2008: Botafogo (perdeu)

Final do Campeonato Carioca

Flamengo 1 x 0 Botafogo

Botafogo 1 x 3 Flamengo

A conquista da Taça Rio animou o Botafogo para uma revanche contra o Flamengo. Mas não foi o que aconteceu. Cuca amargou mais uma derrota ao perder os dois jogos da final contra o Flamengo: 1 a 0 no primeiro, gol de Obina, e 3 a 1 no segundo, com mais dois do atacante. Um mês depois, Cuca deixaria o Botafogo.

2009: Flamengo (ganhou)

Final da Taça Rio

Flamengo 1 x 0 Botafogo

Um ano depois, Cuca estava novamente em uma final entre Botafogo e Flamengo. Mas do outro lado. Como técnico rubro-negro, ganhou a Taça Rio sobre o ex-clube com vitória de 1 a 0 na final. Gol contra do zagueiro Emerson.

2009: Flamengo (ganhou)

Final do Campeonato Carioca

Botafogo 2 x 2 Flamengo

Flamengo 2 x 2 Botafogo

Cuca não teria vida longa no Flamengo, mas viveria momentos inesquecíveis na decisão do Campeonato Carioca de 2009, novamente contra o Botafogo. As coincidências com a decisão de dois anos antes foram impressionantes: novamente dois empates por 2 a 2, novamente Bruno decisivo nos pênaltis. Desta vez, porém, Cuca estava no lado vencedor.

2009: Fluminense (perdeu)

Final da Copa Sul-Americana

LDU 5 x 1 Fluminense

Fluminense 3 x 0 LDU

Em 2009, Cuca viveu um milagre. Pegou o Fluminense praticamente rebaixado, com 1% de chances de salvação, e conseguiu manter o clube na primeira divisão nacional, em um dos melhores trabalhos de sua carreira. De quebra, foi à final da Sul-Americana contra a LDU. A goleada de 5 a 1 no Equador praticamente tirou as chances de título, mas a esperança renasceu com vitória de 3 a 0 na volta, no Maracanã. Quase.

2011: Cruzeiro (ganhou)

Final do Campeonato Mineiro

Atlético-MG 2 x 1 Cruzeiro

Cruzeiro 2 x 0 Atlético-MG

E então começou a trajetória mineira de Cuca. Ainda em 2010, foi contratado pelo Cruzeiro, mas o primeiro título saiu no ano seguinte, com a conquista do Campeonato Mineiro sobre o Atlético-MG. Derrota no primeiro jogo, vitória no segundo.

2012: Atlético-MG (ganhou)

Final do Campeonato Mineiro

América-MG 1 x 1 Atlético-MG

Atlético-MG 3 x 0 América-MG

Em 2012, Cuca mudou de lado e foi novamente campeão mineiro. Era o começo de sua história no Atlético-MG, e ele mal poderia imaginar o tanto que essa parceria daria certo. No Estadual, o título saiu com vitória de 3 a 0 sobre o América-MG na final – Bernard fez dois gols.

2013: Atlético-MG (ganhou)

Final do Campeonato Mineiro

Atlético-MG 3 x 0 Cruzeiro

Cruzeiro 2 x 1 Atlético-MG

Terceiro ano em Minas Gerais, terceiro título estadual. Em 2013, Cuca já encaminhou a conquista no primeiro jogo, com vitória de 3 a 0 sobre o Cruzeiro – com Ronaldinho, Jô e Tardelli afinados. A derrota de 2 a 1 na segunda partida não conseguiu estragar a festa atleticana. E o melhor ainda estava por vir.

2013: Atlético-MG (ganhou)

Libertadores da América

Olimpia 2 x 0 Atlético-MG

Atlético-MG 2 x 0 Olimpia

O grande momento da carreira de Cuca foi a conquista apoteótica da Libertadores da América de 2013. A caminhada, cheia de tensão, teve o apogeu na grande final contra o Olimpia: vitória de 2 a 0 no tempo normal, e Victor salvando nos pênaltis. Meses depois, o treinador deixaria o clube logo após a decepção no Mundial de Clubes, com derrota para o Raja Casablanca em Marrakesh, Marrocos.

2014: Shandong Luneng (ganhou)

Copa da China

Shandong Luneng 4 x 2 Jiangsu Sainty

Jiangsu Sainty 2 x 1 Shandong Luneng

No primeiro ano na China, Cuca já disputou sua primeira final – e conquistou seu primeiro título. Ele comandou o Shandong Luneng na decisão da Copa da China. No elenco, estavam brasileiros como Vagner Love e Júnior Urso, hoje no Corinthians, que comandaram a vitória de 4 a 2 no primeiro jogo contra o Jiangsu Sainty.

2015: Shandong Luneng (ganhou)

Supercopa da China

Shandong Luneng 0 x 0 Guangzhou Evergrande

Cuca deixou o futebol chinês no fim de 2015. E, antes disso, conquistou mais um título, o da Supercopa da China, contra o Guangzhou Evergrande. Após empate por 0 a 0 no tempo normal, o time alcançaria o título nos pênaltis – 5 a 3. Montillo, Diego Tadelli, Aloísio e Júnior Urso fizeram parte da final no elenco de Cuca.

*Cuca tem outros dois títulos na carreira, mas em competições sem finais: o Brasileirão de 2016, pelo Palmeiras, e a Copa Peregrino de 2008, com o Botafogo – um torneio entre times cariocas e noruegueses.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.