Conselheiro lança campanha e tem apoio do Tricolornaweb

O Tricolornaweb está assumindo, nesse momento, uma campanha que – pasmem! – terá que ser de convencimento da diretoria do São Paulo. O conselheiro Carlos Belmonte apresentou, pelas redes de conselheiros, uma ideia pra que o São Paulo ceda jogadores do sub-20 ou que estiverem com idade estourando, por 12 meses, para a Chapecoense, sem cobrar nada por isso.

O texto é o seguinte:

“A meu ver o São Paulo, como instituição, deveria disponibilizar jogadores do nosso sub-20 e/ou com idade estourada para a Chapecoense pelos próximos doze meses sem custo para a equipe catarinense. Essa medida colocaria o São Paulo no lugar mais alto da solidariedade no mundo do futebol. Essa é apenas uma sugestão para a diretoria do nosso tricolor.”

O vice-presidente Social e de Esportes Amadores, Carlos Henrique Sadi, e os conselheiros Júlio Casares e Newton Ferreira, respectivamente ex-vice=-presidente de Marketing e ex-candidato à presidência do clube pela oposição, apoiaram.

Quem jogou um pouco de areia nesse caminhão foi o gerente de futebol, Marco Aurélio Cunha, dizendo que as coisas não são assim tão fáceis. No texto enviado aos conselheiros, Marco Aurélio disse o seguinte:

“A ideia é sempre boa,  a prática nem tanto. A Chapecoense hoje é “time grande” . Sub 20 que estouram idade, se não se encaixam em nossa equipe também é pouco para a Chapecoense. Precisam de solução e não de paliativos. Se for para ajudar, que seja ainda maior.”

Eu continuo entendendo que a Chape, tragicamente, praticamente deixou de existir. E até por isso, qualquer coisa que for feita, por menor que pareça para nós, para eles será “gigante”. E temos jogadores que estouraram a idade e poderiam ser emprestados para o time catarinense. Em outra ponta, até serviria para fazermos uma análise prática das reais condições desses atletas.

Em 2009, após um acidente de ônibus com a delegação do Brasil de Pelotas, que deixou três jogadores do clube mortos, o time gaúcho teve a ajuda do São Paulo, Grêmio e Internacional para conseguir se recuperar.

Agora é a vez da Chapecoense. Talvez seja demasiado imaginar que o São Paulo possa ceder um elenco inteiro, ou seja, 22 jogadores. Mas é gigante a ponto encabeçar essa ideia e puxar outros clubes a fazerem o mesmo, nessa horá trágica que vive o povo de Chapecó.

Por isso o Tricolornaweb apoia a ideia e vai lutar para que o São Paulo leve adianta essa proposta.

 

Paulo Pontes

12 comentários em “Conselheiro lança campanha e tem apoio do Tricolornaweb

  1. Ideia demagógica e ambígua.
    Emprestar os refugos do sub-20, para podermos avaliá-los melhor, à partir de uma tragédia ?????
    Isso não tem o menor cabimento.
    O São Paulo FC pode fazer muita mais que isso pela Chapecoense.
    Além disso, não é momento de se pensar na parte esportiva, mas, sim, na HUMANA.
    Me causa estranhamento vc concordar com isso, Paulo Pontes

    • Alexandre, respeito muito sua opinião. A parte humana foi e continua sendo pensada o tempo todo. Mas a vida segue e a Chapecoense terá que se erguer do zero. Não tem presidente, diretores, comissão técnica e jogadores. A campanha lançada surtiu efeito em pouco tempo, tanto que houve uma união de clubes fazendo a oferta e propondo três anos sem risco de queda para a Chape. O Atlético Nacional pediu à Conmebol que declarasse a Chapecoense campeã da Sul-Americana. Então eles também não pensaram no lado humano? Pense bem nisso tudo. Mas, repito, respeito sua opinião, apesar de não concordar com você.

  2. muita tristeza com o que aconteceu com o time da chapecoense ,que deus conforte a todas as famílias

    irei coloca aqui a carta planejamento 2017 no ultimo jogo do soberano

    pra sempre soberano

  3. O MAC tem razão, a Chape estava no mesmo patamar ou até mais alto que o SPFC.
    Nossos sub 20 que não serão aproveitados aqui, poderão ser aproveitados para disputar série A e talvez Libertadores pelo time catarinense?

  4. Concordo com o MAC.E
    minha sugestão; cada time da série A deixa a Chapecoense escolher um jogador de 9 titulares de seu time, e pagar seu salários por dois anos.

  5. O SPFC ja fez isso com o Alianza de lima emprestando jogadores sem custo. Em 8 de dezembro de 1987, o clube peruano Alianza Lima perdeu todos os seus atletas quando seu avião caiu no mar perto da cidade de Ventanilla, pouco antes de aterrissar em Lima. Morreram 43 pessoas. A diretoria repetiu isso hoje pela manhã dando a entender que poderá fazer o mesmo, sempre estando na vanguarda das ações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*