Breno pode ser libertado da prisão em janeiro de 2014

Pouco a pouco, a trágica situação de Breno começa a clarear. Depois de firmar contrato com o São Paulo até outubro de 2015 e obter permissão para trabalhar nas categorias de base do Bayern de Munique, desde agosto, em regime semiaberto, o zagueiro espera para as próximas semanas a possível notícia de sua liberação, de acordo com o jornal Die Welt. A publicação diz que o jogador pode ser solto no próximo mês de janeiro, em virtude do bom comportamento.

Em 2011, Breno, pai de três filhos, se tornou o principal suspeito de incendiar a própria casa e foi condenado a três anos e nove meses de prisão após a comprovação dos fatos. Revelado pelo Tricolor Paulista, ele não jogará mais pela equipe alemã, que apenas o auxilia na reabilitação. Diretor do atual campeão europeu, Karl-Heinz Rumenigge admitiu que a forma física do brasileiro está longe do ideal, mas ele vem se esforçando.

Breno coletiva Bayern (Foto: EFE)Breno em coletiva no Bayern no mês de agosto (Foto: EFE)

– Fisicamente ele tem defeitos, mas isso é depois de um longo tempo e não é surpreendente que aconteça na prisão. Queremos levá-lo o mais rapidamente possível para um nível razoável, mas Breno não vai jogar para nós – comentou.

Segundo o texto do jornal alemão, a cela em que Breno dorme é de 8,5 metros quadrados, onde há uma cama, um armário, uma cadeira, uma mesa e uma TV. O zagueiro costuma assistir a alguns jogos do Bayern, onde passa o dia. A tendência é que ele fique com a família nos fins de semana. Os advogados do São Paulo trabalham em conjunto com o corpo jurídico que acompanha o caso desde o começo. O clube paulista paga parte dos gastos da família, com um pequeno salário atrelado ao vínculo ativo na CBF.

Relembre o caso

Breno teve uma carreira meteórica ao conquistar o título brasileiro de 2007, primeiro ano dele como profissional. Na Alemanha, porém, nunca se firmou e acabou emprestado pelo Bayern ao Nuremberg antes de se envolver no incidente que o levou à prisão.

Em setembro de 2011, Breno surgiu como o principal suspeito de ter colocado fogo em sua própria casa, em Munique. O jogador acabou preso por cerca de duas semanas, pagou fiança e deixou a cadeia, quando se reintegrou ao elenco do Bayern, mas não chegou a reestrear por causa de uma lesão no joelho.

O brasileiro foi julgado em julho do ano passado, quando foi direto para a prisão. De lá para cá, Breno vinha mantendo o bom comportamento, enquanto o Bayern de Munique garantia que ajudaria o jogador assim que ele deixasse a cadeia.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.