Bauza minimiza importância, mas acredita em vitória do River

Depois de uma goleada por 6 a 0 sobre o Trujillanos e a garantia de que está vivo na Copa Libertadores, os são-paulinos devem voltar suas atenções nesta quarta-feira para o duelo entre River Plate e The Strongest, às 19h30 (de Brasília), pelo mesmo Grupo 1 da Copa Libertadores da América.

O programa do dia de Edgardo Bauza não será diferente, tanto que ele já tem até um palpite sobre o resultado. Na sua cabeça, porém, dificilmente o placar do embate vai mudar a responsabilidade para os próximos jogos.

“Vamos ver o que acontece nesse jogo, o único que sei é que se nós queremos passar de fase é que teremos de ganhar nosso jogo contra o River aqui e depois ir para La Paz ver o que conseguimos”, comentou o treinador, que acredita em uma vitória dos seus compatriotas no embate.

Com cinco pontos conquistados, os millonarios estão dois atrás dos bolivianos. O Tricolor tem a mesma pontuação do River, mas supera os rivais no saldo de gols (5 a 4). Por isso, o ideal aos tricolores seria um triunfo do Strongest, algo que Patón considera pouco provável.

“Pelos números, sim, é melhor que ganhe o Strongest. O River não está bem na Argentina. Porém, amanhã [quarta] creio que o River vai ganhar. O Strongest é um time que joga bem de visitante, mas o River vai bem também dentro da sua casa. Pelos números, claro que seria bom, mas, de qualquer forma teremos de ganhar e ir a La Paz ganhar ou conseguir um empate”, observou Bauza.

Para o comandante, os atletas têm perfeita noção do por que têm de fazer tantas contas na busca pela classificação no torneio continental. O revés por 1 a 0 contra o Strongest, em fevereiro, na estreia da fase de grupos da competição, é considerado um tropeço ainda maior do que o empate por 1 a 1 com o Trujillanos.

“Estamos pagando caro o primeiro jogo que jogamos aqui e perdemos. Estamos em uma etapa de formação e o time eu vejo evoluindo todos os dias. Estamos com a ilusão de poder chegar às finais do Paulista, passar de fase na Libertadores e tomara que aconteça”, concluiu.

De folga nesta quarta-feira pela primeira vez desde que Bauza chegou (antes, o time havia ganhado descanso apenas em um domingo), os tricolores se reapresentam nesta quinta, quando iniciam a preparação para encarar o São Bento, domingo, na casa do adversário, no último jogo da fase de classificação do Paulista.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*