Atrás de Ganso, Tricolor lembra Pita para evitar ‘novo Ricardinho

Considerado como o primeiro jogador a honrar acamisa 10 do Santos após a saída de Pelé, Pita deixou o clube alvinegro em 1984 para assinar contrato com o São Paulo, que fez oferta vultosa em um momento de crise do rival. 18 anos depois, em 2002, o time do Morumbi apostou em tirar outro jogador de um adversário regional para deslanchar: Ricardinho.

Por R$ 4 milhões, valor recorde em transferências internas do País na oportunidade, o Tricolor comprou o meio-campista, então com 26 anos de idade. Ricardinho acumulava um título mundial, uma Copa do Brasil e duas edições do Campeonato Brasileiro pelo Corinthians, que também passava por uma má fase financeira e não conseguiu segurar o jogador, recentemente pentacampeão mundial com a Seleção na Copa do Mundo do Japão e na Coreia do Sul.

Diferentemente de Pita, que permaneceu no Tricolor durante quatro temporadas, conquistando o Campeonato Paulista duas vezes e também o Brasileirão de 1986, Ricardinho não conseguiu dar sequência às boas atuações do tempo em que esteve no rival e viu o contrato ser rescindido em janeiro de 2004, sem deixar saudades.

Uma nova investida pelo camisa 10 de um clube rival tem movimentado os bastidores do São Paulo que, dez anos depois do fracasso com Ricardinho, tenta acertar com Paulo Henrique Ganso, jogador do Santos desde 2008, mas que vive em litígio com o clube há duas temporadas. A intenção da diretoria do clube tricolor é que Ganso reviva a trajetória de Pita e se torne um ídolo.

“O Pita deu uma prova de que o negócio tem tudo para dar certo já em 1984. Não acredito que o Ganso tenha uma identificação com o Santos tão forte ao ponto de passar por apuros no São Paulo. O potencial é para ser um ídolo do clube”, confiou Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, vice-presidente do São Paulo, logo após a vitória por 3 a 1 da equipe sobre a Portuguesa, no último sábado.

Divulgação/Santos FC

Ganso está em litígio com o Santos e interessa ao Tricolor, que terá que pagar R$ 23,8 milhões à vista

A negociação para trazer Ganso ao São Paulo não está simples como previa a diretoria tricolor, que teve recusada uma terceira oferta no final da tarde de segunda-feira no valor de R$ 23,8 milhões por 45% dos direitos federativos. Uma nova reunião será realizada nesta terça e o time paulista terá que brigar contra o Grêmio pela contratação do medalhista de prata das Olímpiadas de Londres.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*