Após críticas de atletas, Bauza tem conversa com elenco do São Paulo

Essa quinta-feira foi mais um dia de lavagem de roupa suja no São Paulo. Na reapresentação do elenco após a vitória por 2 a 0 sobre o Mogi Mirim na última terça-feira, o técnico Edgardo Bauza reuniu os jogadores para uma conversa antes do treino. Dentre os assuntos, as reclamações de alguns via imprensa após o último embate.

Bauza tenta se posicionar diante do grupo após Rogério ter reclamado da posição em que joga e Alan Kardec de não estar jogando com frequência. O centroavante disse que esperava mais chances e que essa conversa poderia partir do técnico, com quem ainda não falara. O argentino negou e disse que conversou, sim, com os atletas, inclusive os dois. O elenco não fala a mesma língua e uma ala acredita que Bauza favorece muito seus compatriotas, Centurión e Calleri.

Em entrevista coletiva após a atividade, o lateral-direito Bruno comentou o assunto. O atleta disse entender o lado dos companheiros que não estão atuando, mas deixou claro que não é favorável de o assunto estar sendo discutido publicamente.

– Quem estiver feliz no banco, algo está errado, tem de ficar puto mesmo. Mas tem de mostrar no campo. É trabalhar, se ficar puto, na hora que a oportunidade aparecer, também tem de dar conta. Pensar no São Paulo, não no pessoal, para dar tudo certo. Eles estão certo, porque não estão jogando – afirmou Bruno.

– É hora de a gente resolver as coisas aqui dentro, e resolver no campo. Sempre que posso converso com ele (Bauza), com a comissão. Ele é tranquilo, sempre está aqui, falo nos treinos, é questão de cada atleta. Chegar, conversar com ele, se as coisas estão andando, não estão. Tem de ter essa postura, para a gente se unir cada vez mais – completou o camisa 2.

Após a conversa, os jogadores que foram titulares contra o Mogi fizeram trabalho na academia. Calleri ainda complementou com uma atividade leve no campo. Os reservas disputaram um coletivo completado por atletas da base. Lugano estava entre eles. O uruguaio foi poupado no duelo da terça, para o qual nem foi relacionado. Deve voltar ao time no sábado, contra o São Bernardo, no Pacaembu.

Bauza prepara o time para a partida decisiva contra o River Plate (ARG), na quinta-feira da semana que vem, em Buenos Aires, pela Libertadores. Breno, se recuperando de lesão, está fora. Já Michel Bastos, com uma contratura muscular na coxa esquerda, ainda é dúvida, estando mais para não jogar.

Fonte: Lance

2 comentários em “Após críticas de atletas, Bauza tem conversa com elenco do São Paulo

  1. Bando de vagabundos, enquanto MB, Ganso estiverem vestindo o sacrossanto manto estamos perdidos, se não jogam por comprometimento com o clube honrem seus polpudos salarios, mercenarios dos infernos, que saudades de jogadores como Chicão, Pintado, Pedro Rocha Gerson, Rai Pita Careca, Serginho e tantos outros que dignificaram nossa camisa

  2. Mete a bronca nesses vagabundos Bauza!

    Não concordo com algumas escalações, mas querem questionar o técnico é demais!

    Mas isso acontece porque o clube está sem comando, esse bosta desse presidente eno outro imprestável do diretor de futebol não fazem nada, não apóiam o técnico e esses vagabundos fazem panelinhas, queimam qualquer um.
    Sr Leco, aonde se encontra?

    Quando vai botar ordem no SPFC e mandar ervas daninhas pra rua?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*