Amistoso? 10 motivos mostram importância do Corinthians x SP nos EUA

São Paulo e Corinthians se enfrentam neste sábado, às 21h, em Orlando, nos Estados Unidos, pela final da Florida Cup. É pré-temporada, apenas a segunda partida no ano dos times, o torneio é amistoso e os elencos não estão completos. Mesmo assim, o Majestoso é encarado com muita seriedade pelas duas equipes.

O técnico Rogério Ceni e o zagueiro Lugano, por exemplo, já deram declarações sobre a rivalidade. Pelo lado do alvinegro, o técnico Carille já pensa em fazer alterações na escalação e cogita não trocar toda a formação do time ao fim do primeiro tempo.

Para entender o que provocou essa mudança na postura das equipes, que encaravam o torneio como amistoso, o UOL Esporte elencou dez motivos que fazem o clássico deste sábado ser importante.

Primeiro Majestoso no exterior

São Paulo e Corinthians já se enfrentaram 328 vezes. Nem todos os jogos foram na capital paulista, no entanto, esta será a primeira vez que os times vão estar frente a frente no exterior.

Invencibilidade de Lugano

O zagueiro uruguaio não sabe o que é perder para o arquirrival. Com ele em campo, foram quatro jogos, com três vitórias e um empate – sendo que ele parou Carlitos Tévez, em 2005. No ano passado, ele viu do banco o Tricolor empatar por 1 a 1 e ganhar de 4 a 0.

Jô pegou o São Paulo sete vezes. Nunca ganhou

De volta ao Corinthians, Jô tem a chance de reescrever sua história no clube também no clássico Majestoso. Entre 2003 e 2005, ele enfrentou o São Paulo sete vezes e o máximo que conseguiu foram dois empates. Na lista de derrotas, um 0 a 3 em 2003 e um 1 a 5 em 2005. O atacante nem sequer balançou as redes em todos esses jogos. No clássico da Flórida, deve atuar pela ponta direita.

Estreias de Carille e Rogério Ceni

Interino em dois momentos no ano passado, Fábio Carille jamais trabalhou em um clássico paulista como treinador do Corinthians. Com um perfil bastante tranquilo, ele deu demonstrações de que usará o duelo para fazer testes e modificou a equipe principal. Ainda assim, não assegurou que mudará todo time no intervalo, como fez diante do Vasco. Rogério Ceni já enfrentou o Corinthians como jogador, mas nunca como treinador. Afinal, esta será a segunda partida do ex-goleiro como técnico. Assim como Carille, ele também usou o jogo contra o River Plante, na semifinal, como laboratório. Porém, já deixou claro que não pretende poupar tanto o time no Majestoso.

Chance de mostrar serviço

Autor de gol diante do Vasco, Kazim é a maior atração entre os novos titulares e mostra que pode brigar por posição no ataque. Também é jogo importante para Guilherme e Marquinhos Gabriel, que, segundo a indicação de Carille, largam como reservas. Moisés, que disputa posição com Guilherme Arana (na seleção sub-20), também pode dar sua demonstração de força. Pelo lado do São Paulo, Neilton pretende provar que sabe atacar e também marcar, Cícero espera ganhar ritmo de jogo e Júnior Tavares aguarda uma chance para se firmar na lateral esquerda.

Hora de dar o troco

Goleados por 4 a 0 pelo São Paulo na reta final do Brasileiro, jogadores corintianos têm nova chance. Cássio, Fagner, Balbuena, Camacho, Marquinhos Gabriel e Guilherme, especificamente, atuaram naquele clássico e devem ser titulares em Orlando.

Centésimo gol de Rogério Ceni

Como goleiro, ele fez história ao marcar o seu centésimo gol na carreira, na Arena Barueri, em 2011. Para a alegria dos tricolores, o adversário era o Corinthians. Por outro lado, o arqueiro encerrou a carreira com 95 gols sofridos em jogos contra o arquirrival. É lógico que se o São Paulo levar cinco, não deveria entrar nessa conta. Mas, para o bate-papo de bar, com certeza, o corintiano vai se gabar de ter também o seu centésimo gol no time de Rogério Ceni.

Cueva quer manter a fama

O peruano conquistou o respeito da torcida contra o Corinthians. Contratado em junho, o meia marcou o seu primeiro gol com a camisa do São Paulo justamente contra o arquirrival, de pênalti, no empate por 1 a 1, em Itaquera. Pelo returno do Brasileiro, fez a sua melhor apresentação pelo São Paulo na goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians, com direito a um gol e três assistências. Cueva também já declarou que gosta de partidas decisivas.

Disputa no gol tricolor

Denis fez uma boa apresentação contra o River Plate, mas Sidão ficou marcado por ter defendido dois pênaltis na decisão e saiu na frente na disputa interna pela vaga na equipe tricolor. Contra o Corinthians, eles esperam fechar o gol novamente para agradar o chefe e deixar a dúvida de quem será o titular no Campeonato Paulista.

Primeiro clássico de Gabriel

Contratação celebrada por muitos corintianos, sobretudo porque defendia o rival Palmeiras, o volante Gabriel Girotto tem a chance de estreitar ainda mais sua relação com o novo clube. Peça essencial na nova equipe de Fábio Carille, ele agradou torcedores na apresentação e fez boa estreia diante do Vasco. Há grande confiança entre dirigentes e comissão técnica de que Gabriel possa ser o grande reforço do clube em 2017.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*