Alvo de americanos, São Paulo quer antecipar definição de fornecedor

A diretoria do São Paulo já iniciou planejamento de marketing para os próximos anos. O clube, que tem contrato com a Penalty até dezembro de 2015 como parceira no fornecimento de material esportivo, tem conversado com outras marcas para estudar o mercado e quer uma definição sobre o assunto até o fim deste ano. A americana Under Armour surge como uma das candidatas mais fortes pelo negócio.

Nos Estados Unidos, a marca ganhou notoriedade atuando no mercado do futebol americano, mas nos últimos anos decidiu se aventurar no “soccer”. Na temporada passada, iniciou parceria com o Tottenham (ING) e agora deseja ingressar no mercado brasileiro. O São Paulo, então, é visto como o clube ideal para os primeiros passos no País.

Apesar do interesse da Under Armour, a Penalty se vê em situação confortável após a crise do ano passado, quando chegou a atrasar o pagamento ao Tricolor. Segundo Paulo Ricardo, CEO do Grupo Cambuci, que é dono da fornecedora, o contrato com os são-paulinos dá prioridade à marca nas negociações até 31 de julho do próximo ano. Além disso, o empresário assegura que os problemas com o clube ficaram no passado.

– Ainda não fomos procurados e nem procuramos o São Paulo porque ainda é cedo para isso. Por contrato, temos a preferência para negociar até o dia 31 de junho de 2015, quando faltarão seis meses para o término do acordo. Ainda é cedo, temos tempo para analisar, o São Paulo tem contratado ótimos jogadores, como o Kaká, que deixam a marca em evidência. Tem sido uma relação tranquila, sem nenhum problema – afirmou Paulo ao LANCE!Net.

O prazo comemorado pela Penalty, porém, deve ser antecipado pelo São Paulo. De acordo com Ruy Barbosa, diretor de marketing tricolor, o clube do Morumbi pretende definir se renova o atual contrato ou se busca novo parceiro ainda neste ano. Além da Under Armour, outras marcas têm mantido conversa com a diretoria, que em 2013 viu aproximações com Adidas e Mizuno.

– O São Paulo fala com todo mundo sempre Under Armour, Adidas… A gente está sempre conversando, mesmo porque o contrato para 2016 tem que ser discutido já. Seja uma renovação com a Penalty, seja com outro parceiro. Hoje, a realidade do São Paulo é a Penalty, que tem contrato até o fim de 2015. Até o fim do ano precisamos decidir, já vamos ter alinhavado se permanecemos ou trazemos um novo parceiro – explicou Ruy.

Fonte: Lance

2 comentários em “Alvo de americanos, São Paulo quer antecipar definição de fornecedor

  1. Olha, se for mesmo será um negócio espetacular.

    O material da Under Armour é sensacional – fora que, o clube poderia tentar com a empresa começar a fixar a marca nos EUA.

  2. Troca logo por uma fornecedora que fabrique camisetas bonitas. Penalty nao da. A minha preferencia sempre foi pela adidas, porem, o que manda nesse quesito dentro do clube eh o $$$.
    Acho que nao vou comprar camiseta do time por um bom tempo enquanto o Sao Paulo ficar com essa ondinha de fornecedora de segunda linha (com todo respeito a Penalty), mas com as fornecedoras mais fortes, temos o fator marketing.
    Mas, como esse povo acha que sabe de tudo, que ainda vivem nos anos 80, podemos esperar uma Kanxa da vida marcando a camiseta…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*