Alguém me disse

Querem mais uma do Vampeta? Ele vai anunciar que dará ingressos gratuitos a todos os torcedores que forem vestidos com camisa de seus times, menos com a do São Paulo. Isso será válido para a partida entre Audax e São Paulo, em Barueri, jogo da primeira rodada do Campeonato Paulista. Ele disse, ainda, que está pensando, para compensar, aumentar o ingresso mínimo de R$ 100 para R$ 200 para a torcida do São Paulo. E continua afirmando que a delegação tricolor será recebida com uma chuva de pétalas de rosa.

 

Paulo Pontes

14 comentários em “Alguém me disse

  1. Falar dessse idiota aq
    neste site considerado
    e’ descer ao nivel desse
    inimigo numero um do TRIMUNDIAL
    Acorda sr dono do site
    e colaboradores
    estao levantando esse …. e
    nos diminuindo
    tenha bom senso apenas,
    nada mais.

  2. não tem como isso acontecer, a FPF exige o ingresso mínimo se não me engano de 30,00 reais.

    ele tá falando isso só pra provocar, se ele fizer isso na prática irá contra o regulamento da FPF, e correrá o risco de ser punido.

    será q ele vai pagar pra ver ?

  3. Concordo com meu colega João. Deixem o cretino do Vampeta falar. Uma figura deprimente. Nosso nível é outro. Tudo que esse sujeito quer é a atenção de alguém.

  4. Paulo, tenho maior respeito por vc, mas ficar dando ibope pra Vampeta com essa picuinha, de certa forma está ocultando a incompetência da diretoria, que mais uma vez joga nomes na mídia e engana o torcedor.

    O elenco é fraco, Cicero e Nem não irão mudar a pouca vergonha que este elenco proporcionou em 2016, e a mídia que cobre o São Paulo não tem feito nada.

  5. Lamento o Audax é a JP ter um sujeito anti profissional em seu elenco de funcionários.
    Isso só demonstra como esse país está cada vez mais atrasado em cultura, educação, ética e profissionalismo.

  6. A federação paulista tem uma regra estabelecendo preço mínimo.
    Ele não vai fazer isso, o que ele quer é exatamente que se espalhe esse tipo de noticia.
    Passou do tempo, e muito, de parar de repercutir esse indigente moral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*