Aidar rebate acusações de corrupção em depoimento no SP

O ex-presidente Carlos Miguel Aidar rebateu, nesta terça-feira (2), as acusações que sofreu sobre corrupção em sua gestão enquanto presidia o São Paulo.

Em depoimento à comissão de ética do clube que durou quase três horas, o dirigente deu a sua versão dos fatos que dominaram o noticiário são-paulino no segundo semestre do ano passado e terminaram na sua renúncia.

Até mesmo a briga física com o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerrero, foi tema das conversas. A expulsão de ambos do Conselho Deliberativo pode ser resultado das investigações. Os depoimentos devem ser encerrados na semana de Carnaval.

“Foi um depoimento de quase três horas, com toda a versão dele. Não posso passar o teor do depoimento porque preciso revelar primeiro ao Conselho Deliberativo. Vou ouvir mais pessoas ainda e espero acabar tudo na semana do Carnaval. Depois disso, vou dar o direito do que chamamos de alegações finais e aí elaboro o relatório final”, explicou o presidente da comissão de ética, José Roberto Ópice Blum.

O relatório final será levado para a apreciação do Conselho Deliberativo, que decidirá o futuro dos envolvidos.

Como está na delegação do time no Peru, para a disputa da Libertadores, Ataíde deve ser ouvido no próximo dia 11 de fevereiro. Ele foi o responsável por fornecer os principais indícios contra Aidar, como uma gravação feita durante uma conversa com o ex-presidente, e um e-mail.

Aidar levou o ex-vice-presidente de marketing Douglas Schwartzmann como uma de suas testemunhas. Curiosamente, Aidar chegou a dizer na gravação que Douglas pedia comissão para todos os negócios que fazia. Além dele, o ex-presidente levou também seu assessor de imprensa da época, Marco Antônio Sabino.

 

Fonte: Uol

 

Nota do PP: mas alguém aqui, em são consciência, pensava mesmo que ele fosse confessar tudo? Se a resposta for positiva, em que mundo vive essa crente? Se até o Eduardo Cunha e o Lula estão tentando provar o improvável, o que se diria de Carlos Miguel Aidar?

3 comentários em “Aidar rebate acusações de corrupção em depoimento no SP

  1. É PP, você mostra que é como a maioria dos Paulistas, arrogantes e burros. Em qualquer coisa ruim citam Lula, mas continuam elegendo Maluf e há mais de vinte anos os tucanos, ignorando roubalheira no Metrô, Sabesp, rouboanel e, agora pasmem, na merenda escolar.

  2. Estas pessoas fazem parte dos alicerces do clube, presidente, conselho de ética, conselho deliberativo. O que acontece com uma construção fundamentada em alicerces podres? Entendem agora porque o clube está nesta situação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*