Aidar projeta estreia de Kaká em julho e já pensa em prorrogação do contrato

Kaká ainda não chegou ao São Paulo, mas já faz parte do dia a dia do clube. Depois da assinatura do contrato até o fim de dezembro, a diretoria paulista projeta a apresentação do craque do Orlando City para os próximos dias. A estreia deve acontecer no dia 19 de julho, contra a Chapecoense, no Morumbi, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. E o presidente Carlos Miguel Aidar já sonha até com a prorrogação do empréstimo por pelo menos um mês para garantir uma festa especial de aniversário nos 85 anos do Tricolor.

– Kaká assinou contrato, mas ainda estamos esperando os papeis da transferência. Imagino que a apresentação deva acontecer no fim de semana ou no máximo durante a próxima semana. A estreia dele pode ser contra o Bahia, na Fonte Nova (dia 16), ou diante da Chapecoense, dia 19, no Morumbi. Nossa preferência é pelo jogo em casa. Mas aí depende do Muricy. O contrato começou no dia 30 de junho e vai até 31 de dezembro. Quem sabe não conseguimos prorrogar por mais um mês para fazermos a despedida no dia do aniversário do clube, 25 de janeiro, com o Morumbi lotado de sócios torcedores? – indagou o presidente durante um seminário de gestão esportiva nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, que contou com as presenças do presidente da Fifa, Joseph Blatter, e do ministro dos Esportes, Aldo Rebelo.

Aidar não descartou a contratação de outros reforços para a temporada, mas fez questão de ressaltar a importância do retorno de Kaká, um jogador revelado pelo São Paulo. Segundo o presidente, a tendência é que o meia receba a camisa 8, número que chegou a utilizar em sua primeira passagem. O uniforme pertence hoje a Souza, mas o volante deve trocar pela 5 – camisa que sempre quis e que ficou vaga após a ida de Wellington para o Internacional.

– O Orlando City já confirmou o empréstimo e estamos apenas aguardando os documentos para podermos dizer com segurança que o atleta é nosso. Nosso marketing está conversando ainda com empresas fortes na busca por um patrocínio especial neste momento. Não temos nada pensado, mas vamos trocar ideias, encontrar parceiros… No caso do Ronaldo com o Corinthians era um contrato longo, agora são apenas alguns meses – frisou.

O empréstimo do jogador pelo Orlando City aproxima o São Paulo do mercado americano de futebol. O clube está fechando uma parceira com uma equipe de Detroit, que não disputa a Major League Soccer (MLS) – primeira divisão do futebol no país. O objetivo futuro é comprar uma franquia para colocar o Tricolor na competição. O clube tem também uma parceira com o Shandong Luneng, da China.

– Em seu discurso no seminário, o ministro Aldo Rebelo lembrou que os campeonatos da China e dos Estados Unidos levam mais torcida aos estádios do que o Brasileirão. O São Paulo já tem uma parceria com o Shandong e trata a China com o carinho que merece. Nos Estados Unidos não é diferente. O futebol está crescendo por lá e agora pegou para valer, não tem mais retorno. A audiência da seleção americana na Copa do Mundo bateu recordes de audiência na televisão americana, isso é inusitado e ótimo para nós brasileiros. O São Paulo vai fazer uma parceria com o Detroit e vai disputar a liga americana no ano que vem. Seremos sócio de uma franquia, fornecendo jogadores no começo e depois quem sabe comprando a franquia e virando São Paulo Soccer Team – disse.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*