Aidar descarta vinda de Lugano

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, revelou que para repatriar Kaká foi preciso superar a concorrência do Flamengo. A vontade do meio-campista em retornar ao Morumbi contribuiu para o acerto com o time paulista.

“A engenharia da contratação contou com seu Bosco, pai do Kaká. Todas as tratativas foram feitas com ele. O presidente do Orlando também foi uma pessoa muito importante, em que pese ele ser flamenguista, porque havia interesse do Flamengo também, mas prevaleceu a vontade do atleta”, declarou Aidar.

O jogador firmou acordo com o São Paulo até o fim do ano; o clube informa que planeja negociar com o Orlando City (detentor dos direitos econômicos) a prorrogação do vínculo de Kaká caso o clube alcance a Libertadores.

Durante a apresentação de Kaká no Morumbi neste domingo, a torcida do São Paulo gritou “Lugano”. O pedido do torcedor é compreensível, mas dificilmente será levado adiante, sintetizou Aidar. O dirigente ressaltou que o sistema defensivo está completo com o retorno de Rafael Tolói e a renovação de contrato do zagueiro Lucão.

“O Lugano é um grande de ídolo pra nós do São Paulo, cuja raça marcou sua passagem por aqui, mas neste momento nossa concentração não está na defesa. Fico feliz em ver a torcida pedindo o Lugano, porque meu coração também pede o Lugano. Mas tenho que agir com a razão e como presidente do clube”.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Aidar descarta vinda de Lugano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*