Futsal do São Paulo procura cidade parceira para a temporada 2014

O São Paulo Futebol Clube ainda procura uma cidade parceira para sua equipe de futsal na temporada 2014. O time, que em 2013 atuou em Suzano, não renovou essa parceria e trabalha com quatro possibilidades principais para o próximo ano. São José dos Campos, que tem uma equipe pronta, e Taubaté são as principais favoritas. Mogi das Cruzes, parceira da equipe no sub-20 em 2013, e Indaiatuba também têm chances.

No dia 5 de novembro o São Paulo confirmou que não mudaria de cidade no próximo ano.Suzano deixaria de vestir a camisa tricolor no adulto e Mogi das Cruzes faria o mesmo no sub-20. O destino da equipe seria Osasco, na região metropolitana de São Paulo. Quase dois meses depois, o projeto na cidade foi praticamente descartado, por dificuldades encontradas pelo município para conseguir documentos que liberassem a verba necessária para manter a equipe.

– Osasco ainda não conseguiu viabilizar o projeto e se demorasse mais tempo correríamos o risco de iniciar o trabalho com a maioria dos jogadores já contratados por outras equipes e os demais times já fechados – disse Fernando Chapecó, diretor do futsal do São Paulo.

Jogos Abertos 2013 - futsal Suzano bronze (Foto: Thiago Fidelix)Com o Suzano, equipe conquistou o bronze nos Jogos Abertos do Interior (Foto: Thiago Fidelix)

Como pretende resolver a situação até a primeira semana de janeiro, Chapecó admite que a prioridade é por uma cidade que já tenha uma equipe montada e que possa ser completada com apenas alguns reforços. Nesse cenário, São José surge como principal força.

– Estamos em contato com São José que já tem um time. O São Paulo entraria com todo o material esportivo e a vaga da Liga Futsal, que é da Penalty (fornecedora de material esportivo da equipe). Não entraríamos com recursos financeiros no primeiro momento, até porque o clube vai passar por eleições em abril de 2014, mas posteriormente é uma coisa a ser avaliada – explicou Chapecó.

Parceria em Mogi das Cruzes 

Para o coordenador da equipe de Mogi das Cruzes, Amós Martins, a principal dificuldade em abrigar o time adulto do São Paulo é financeira (veja o vídeo ao lado).

– O São Paulo tinha vontade de manter o sub-20 em Mogi, então surgiu a intenção em trazer o pacote completo. Para o adulto teríamos muitas dificuldades para manter o aporte financeiro e o ginásio não tem as dimensões que exige a Liga. Existe a possibilidade do Ginásio do Sesi. A estrutura melhorou muito, mas a quadra tem um pouco mais de 37 metros e precisaria chegar no mínimo a 38 metros. Para nós eles precisariam entrar com dinheiro – contou Martins.

Mais do que montar o time, Mogi teria problemas com questões financeiras envolvendo deslocamentos e hospedagem dos atletas durante as viagens da competição nacional. O time de base, que não era mais a prioridade da diretoria mogiana, com o retorno do São Paulo, voltaria a ganhar espaço. A continuação do projeto na base também está em fase de negociação.

– No mínimo o sub-20 virá para Mogi. Temos três bons nomes na categoria: Caíque, Renan e Falanga. Falei que devemos definir até o dia 6. Não tínhamos a intenção de ter o sub-20. Se continuar o interesse, vamos nos reorganizar para trabalhar com essa categoria.

São Paulo/Mogi x Corinthians Metropolitano sub-20 futsal (Foto: Petterson Rodrigues)São Paulo vê com bons olhos a parceria com Mogi, mas entende as dificuldades (Foto: Petterson Rodrigues)

Martins espera definir toda essa situação nos primeiros dias do próximo ano. Caso confirmada a continuidade do elenco sub-20, o auxiliar técnico desta temporada, Fausto, vai assumir a equipe de base. Jabá comandaria o elenco adulto.

Chapecó considera Mogi uma opção muito interessante, mas entende as dificuldades financeiras em manter a equipe principal. Na parceria com Suzano, em 2013, o time não conseguiu se classificar para a segunda fase da Liga Futsal, foi semifinalista da Liga Paulista e Copa Federação e ficou com o bronze dos Jogos Abertos do Interior.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*