Vitória trouxe o consolo que nos resta: a Sul-Americana

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, a vitória de virada do São Paulo em Belo Horizonte, sobre o Atlético-Mg, trouxe um consolo para nós, meros torcedores: a possibilidade de irmos à Sul-Americana. Durante a semana, descrente de que alcançaríamos um resultado positivo em BH, um ponto atrás do Cruzeiro que era a última vaga para a Sul-Americana, já fazia uma pesquisa de quantas décadas faz que não disputamos um torneio internacional no ano.

Os resultados do final de semana, no entanto, com derrotas do Cruzeiro e do Fluminense e a nossa vitória, estamos na zona da Sul-Americana. É porcaria? É. É café pequeno: É. É migalha? É. Mas é melhor ter isso para jogar, que dá um bom retorno financeiro e oferece uma vaga para a Libertadores de 2018, do que se contentar só com o Paulistinha.

O time jogou bem, jogou solto. Com David Neres e Luis Araujo bem abertos e Chavez centralizado, Cueva tinha liberdade para flutuar no campo. Thiago Mendes também auxiliava na armação e isso fez com que o São Paulo ficasse bastante ofensivo.

O gol do Atlético foi absoluta surpresa. No primeiro ataque mineiro, um cruzamento para a área, falha de Renan e gol. Mas o São Paulo era tão superior que o gol de empate saiu poucos minutos depois.

Apesar deste jogo ofensivo, David Neres e Luiz Araujo não conseguiram mostrar bom futebol. Tanto que Neres acabou sendo substituído por Robson, para tentar aumentar o poder de fogo pelo lado esquerdo, já que Luis Araujo havia sido deslocado para a direita.

Chavez acertou uma cabeçada na trave, com o gol aberto. Antes já havia perdido outra oportunidade. Pintado o tirou e colocou Gilberto. Na primeira oportunidade que ele teve, já no período de acréscimos, mostrou oportunismo e, numa bela jogada envolvendo Cueva e Robson, completou para o gol.

Claro que a vitória não engana ninguém. O São Paulo jogou contra o time B do Atlético-Mg. Mas serviu como base para Rogerio Ceni ver o que terá em mãos. Certamente pedirá a dispensa de muitos e a contratação de mais um tanto.

De qualquer maneira, é fato que a vitória nos deu um pequenino prêmio, quase que insignificante, para 2017.

E antes de encerrar, quero cumprimentar o Palmeiras pelo título merecido. Um grande presidente e um grande técnico, o resultado só poderia ter sido este.

4 comentários em “Vitória trouxe o consolo que nos resta: a Sul-Americana

  1. se eu tinha alguma duvida sobre o MITO como treinador ,acabou com essa entrevista coletiva .

    afirmo com toda a certeza : o MITO e o melhor para o soberano

    2017 sera diferente para o soberano eu garanto isso

    a carta sera publicada no ultimo jogo do ano ,aguardem

    vamos protesta contra tudo que aconteceu nesse ano no soberano no jogo de domingo levem seus cartazes ,obs sem violência e com respeito

    pra sempre soberano

  2. Nâo vejo como falha do Renan:ele esperava a subida do zagueiro.Como ele não subiu, ele tentou chegar la tempo e não conseguiu.Para mim, a culpa foi do Maicon que depois se redimiu com o gol. Se ele tivesse ficado embaixo das traves e tomado o gol indefensável (a bola foi cabeceada no canto), não falariam em falha.

  3. muita tristeza com o que aconteceu com o time da chapecoense ,que deus conforte a todas as famílias

    irei coloca aqui a carta planejamento 2017 no ultimo jogo do soberano

    pra sempre soberano

  4. Bufarini está muito fora de forma.Não merece ser titular.
    Gilberto é lento demais p/ centroavante, pode devolver.
    Denis é o mais capacitado dos goleiros do SP, então ele continua na vaga como titular.
    Porque o Jean não tem chance?É nítida a necessidade de um meia esquerda para ajudar o cueva na armação.
    Nilmar é bichado, não tragam vai apodrecer o elenco e gastar $ a toa;..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.