Derrota justa, sem desculpas aceitáveis

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o São Paulo perdeu de virada do CRB, em Maceió, pela Copa do Brasil e, ao invés de eliminar o jogo de volta, agora terá que ganhar no Morumbi para seguir na competição. E não dá desculpa plausível que seja aceitável nessa derrota.

A arbitragem foi danosa, sim, pois foi dado um cartão amarelo para Rodrigo Caio com um minuto de jogo e o volante do CRB teve carta branca para bater – em Pato, principalmente – e não levou cartão o jogo inteiro. Rodrigo Caio foi expulso no segundo tempo por uma falta que ele não fez. Então seria a única coisa que eu admito entender como explicação para a derrota. O resto não.

Muricy Ramalho estava em noite mais do que infeliz. O São Paulo terminou o primeiro tempo com domínio de bola muito superior ao CRB, apesar de já ter cedido o empate. Então no intervalo ele tirou Boschilia e colocou Pabón. A substituição foi desastrosa, pois o time perdeu o meio de campo, Pabón não fez o que dele se esperava e o esquema vitorioso do domingo foi desmontado, voltando a campo a tática que nos eliminou no Paulista.

Para piorar a situação, com a expulsão de Rodrigo Caio, ele colocou Paulo Miranda – o que seria natural – mas tirou Ganso. Ou seja: o time ficou sem armador. O óbvio seria tirar Ademilson, que fez um golaço, de bicicleta, mas naquele momento do jogo era improdutivo. Pior ainda quando sofreu o segundo gol. Ele tirou Pato para colocar Osvaldo. Aí eram os dois volantes tentando marcar e os três atacantes correndo desordenadamente, sem alguém para municiar esta velocidade.

É lógico que a culpa maior recai sobre os jogadores, mas o técnico, desta vez, não pode sair ileso. E ainda ouvi as desculpas de que o calor e o cansaço da viagem impediram que o time desempenhasse melhor papel na partida.

Mas o que é isso? Ficaram dez dias sem jogar ou, se preferirem, fizeram apenas um jogo num período de 20 dias, e reclamam de cansaço? Parem de falar bobagens, por favor, e assumam a incompetência de ganhar do CRB, ainda que jogando sob o calor de Maceió.  Só que era um calor às 22h, 23h, e não ao meio-dia.

Espero que contra o Cruzeiro o futebol do último domingo reapareça. Para que eu não fique com a impressão de que a estreia do Brasileiro não passou de uma ilusão.

4 comentários em “Derrota justa, sem desculpas aceitáveis

  1. Técnico TRAPALHÃO, só faz lambanças e para variar, sempre pega no pé dos garotos. Tirou o Boschilla e matou a armação do time, enquanto que o Maicon morto que só toca de lado ou pra trás, ficou o jogo inteiro. Vai entender o gosto desse TREINEIRO, adora um perna de pau e persegue os garotos da base.

    Coloque mais um fracasso de mata mata na conta do rei do Morre Morre, ídolo das Muricetes que torcem por ele e não pelo SPFC, para elas basta ele estar no banco do time mesmo que o tricolor não ganhe nada e passe vexame, como as eliminações para a Ponte Preta e Penapolense.

    Estamos na mesma filosofia do PÉSSIMO Jumêncio, não tenho esperanças de que alguma coisa melhore.

    LAMENTÁVEL!

  2. Arbitragem à la cbf, tudo lembra a amarelona até na corrupção,
    não é por menos que temos um campeonatinho tão desvalorizado
    no cenário mundial, alias, futebol já não comove mais.
    Murici, trocou as bolas, jogador que leva cartão justo ou injusto
    com um minuto de jogo tem que ser trocado imediatamente,
    quando fez a primeira substituição tirou o cara errado e colocou
    o cara errado, Pabon, é boa gente, mas é limitado, Boschila dá mais
    sustentação pra esse meio campo pobre, ainda em noite de maicon
    karanguejão perdido em campo.
    O resto é resto, agora tirar GAnso é inaceitável, deprimente mesmo.
    Ainda coloca o ciscador, quando deveria proteger a defesa com
    Hudson, ou Denilson.
    Osvaldo o maior ciscador que existe, pé de alface se acha cracasso
    matando todas no peito e tocando de ladinho, dougrasss, esforçadissimo
    nada mais que isso, enquanto do outro lado o uruguaio da uma aula como
    ser ala, mesmo sem produzir o que se deve, mesmo assim é muito mais
    objetivo pois do seu lado é que saem as jogadas perigosas.
    Pato, deixou de definir o jogo.
    Luisito palomita, come e dorme, estará pronto para domingo, como
    esse mesmo time esteve descansando por um longo tempo e treinando
    para essa recaida contagiante, tipo muricismo.
    Enfim, é o que digo, hora certa no lugar certo, hora errada no lugar errado.
    Existem mentes iluminadas acima da media, existem, mas são mesmo poucas.
    O resto é mesmo o que vemos, lemos e ouvimos, tipo todas as asneiras
    que o atual presidente, tá dizendo e ainda o kara é divogado,
    e sabe, tudo que falar depoem contra si mesmo.
    Outro ditadorzinho di mierda, temos bem.

  3. Jogo da volta teremos o Muricyball a toda prova.
    Chuveiros na área o jogo todo para o Luis Fabiano, com 70% dos cruzamentos errados vindos do Douglas.

    Passou da hora do SPFC acordar e dispensar Ademilson, Paulo Miranda, Edson Silva, Wellington….

    Tenho uma séria pergunta….será que este Ademilson consegue driblar os cones nos treinamentos? Porque no campo, ele não consegue driblar nem uma formiga na grama. Jogador morto. Fez um gol que nunca mais na vida dele ele vai conseguir repetir…..e assim vai jogando, ficando no time…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*