Empate ruim, mas não desesperador

Amigo são-paulino, leitor do Tricolor na Web, é claro que eu, torcedor do São Paulo, fiquei frustrado com o empate deste domingo, frente o Fluminense, no Morumbi. O São Paulo teve chance de matar o jogo pelo menos duas vezes, depois de já estar vencendo por 1 a 0. Não o fez. Conclusão: tomou o empate.

Incrível é que eu me preparava para dar nota 10 ao Rafael Tolói, que fazia uma partida impecável. Ele simplesmente não deixou o Fred jogar. Anulou o atacante carioca por inteiro. Mas num erro primário e grotesco, deu o gol de empate para o Fluminense. E sua atuação foi por água abaixo.

O time não foi tão brilhante quanto em jogos passados, quando dominou o adversário, apertou contra seu campo e foi construindo o placar. Hoje o equilíbrio foi total. Os dois times implantaram o mesmo sistema de jogo, uma base de 4-2-3-1, onde o “1” de cada lado é artilheiro.

Só que o São Paulo teve Osvaldo e Jadson em tarde nada inspirada. Isso prejudicou a armação do jogo, apesar que Lucas funcionou muito mais como um meia armador que propriamente atacante, mas, até por isso, ele ficou sobrecarregado tendo que cobrir as duas funções. Enquanto teve fôlego, foi bem. Depois caiu, assim como todo o time.

O lado positivo, no entanto, é ver que o São Paulo enfrentou de igual para igual o tão badalado Fluminense, virtual campeão Brasileiro deste ano. E dá mostras que pode chegar forte ano que vem, quando, com quase certeza absoluta, estaremos na Libertadores.

Então o empate foi ruim, pelas chances que tivemos e por ser no Morumbi, com mais de 54 mil pessoas no estádio, mas não desesperador em termos de classificação. Afinal tudo está muito bem encaminhado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*