Efeito Diniz

   Ah, o futebol! Ele é dinâmico e apaixonante como tem que ser. Um amigo dizia que é igual a um viaduto, onde você passa por baixo em alguns momentos, mas também passa por cima.

   Uma simples vitória, apenas por 1×0, mas que é gigante na essência. O São Paulo esteve recentemente vivendo dias difíceis e de profunda incerteza quanto ao futuro, porém, já é possível acionar o botão do otimismo e esperança para buscar maiores objetivos. É bem verdade que, em 2019, o maior prêmio seja a vaga direta na Libertadores, mas o crescimento técnico e tático da equipe nos deixa sempre com curiosidade para a próxima partida.

   Fernando Diniz chegou sob forte desconfiança da torcida, usei a palavra “desconfiança” só pra amenizar a indignação que o torcedor demonstrou quando anunciado nosso novo treinador. Diniz ignorou as críticas, foi pro campo trabalhar e a cada jogo seu estilo se torna mais visível.

   Vamos pontuar o que ele já realizou em tão pouco tempo? São 4 jogos até o momento, com 2 vitórias em casa e 2 empates fora. O São Paulo vinha de 3 jogos sem vitória no Morumbi (Grêmio, CSA e Goiás) e, em clássicos, tinha 10 jogos e apenas 1 vitória em 2019. Sob o comando de Diniz, estamos invictos, fomos a única equipe a tirar pontos do líder Flamengo no Maracanã, temos 100% nos jogos em casa, vencemos clássico, tomamos apenas um gol e em pênalti bobo, não sofremos gol fora de casa, nos tornamos a defesa menos vazada do Brasileirão, ganhamos alguns reforços que estavam sendo pouco utilizados (Luan, Igor Gomes e Vitor Bueno). E quanto as estatísticas desses 4 jogos, já somos o 1º em desarmes certos, 2º em passes certos, 2º em finalizações construídas e 5º em finalizações.

   Como disse lá em cima na introdução, o futebol é bem dinâmico e tudo isso pode mudar, mas é consenso que o trabalho começou de maneira positiva e progressiva. Nos resta torcer, deixar o cara trabalhar e ninguém mais se machucar.

   Que venha o Cruzeiro!!

***Apresentador e idealizador do programa esportivo Garotinhos F.C. da Rádio Metropolitana de Mogi das Cruzes(SP), Fred Rezende iniciou na emissora mogiana em fevereiro de 2015, quando criou o projeto em homenagem ao locutor Osmar Santos, “Pai da Matéria” e padrinho do programa. Também faz parte do quadro “Resenha” do Esporte D na TV Diário, afiliada da Rede Globo no Alto Tietê, onde faz aparições falando sobre o São Paulo Futebol Clube, usando sempre uma abordagem divertida e bem humorada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.