Vice do São Paulo estipula teto salarial de R$ 300 mil e descarta ‘velhinhos’

O São Paulo não pagará mais de R$ 300 mil de salários para jogadores contratados a partir de agora. Quem garante é o vice-presidente de futebol do clube, Ataíde Gil Guerreiro. O dirigente disse que este será o teto salarial para contratações nesta janela de transferências e já vetou nomes sugeridos por Muricy Ramalho por conta disso.

– Temos um limite de R$ 300 mil. Só três jogadores superam: Pato, Luis Fabiano e Rogério. Ninguém mais vai receber mais do que isso. Todos esses que estão falando de reforços ganham 400, 500 mil. Não vou trazer por isso – afirmou Ataíde, em entrevista à Rádio Transamérica.

O dirigente garante que, por esta estratégia financeira, não aceitou abrir negociações com o meia Cleiton Xavier, contratação pedida por Muricy Ramalho, conforme ele admitiu. Cleiton está jogando no Metalist (UCR), é capitão do time, principal goleador e tem contrato até 2017.

– O Cleiton está fora dos planos. O fato de o Muricy elogiar, como elogiou o Edu Dracena… Chamei e disse que não traria. Nosso time já superou a média de idade. Se é pra trazer um veterano, trago o Lugano, que todo mundo adora. Se trouxer o Lugano, a torcida acaba comigo se ele ficar no banco e eu acabo com o Toloi e o Lucão. O Cleiton é excelente, mas o salário e o cotrato impedem. Não posso trazer. Não adianta colocar nome na imprensa – afirmou o dirigente.

Ataíde também destacou a idade como critério para a contratação de reforços. Ele não quer jogador acima de 30 anos. Por isso, também descartou o argentino Montillo e, na questão financeira, o meia Conca, do Fluminense.

– Além do mais, o cleiton já tem 31 anos, fora do perfil que queremos. Não é que não trago, mas só quando não tiver outro mais jovem com as mesmas condições técnicas. Sou um velhinho, então posso falar: o mundo é dos jovens. O São Paulo vai crescer com os jovens. Quero fazer da base munição para o profissional. Tenho o compromisso de revelar quatro jogadores, trazendo um veterano eu inibo o crescimento – acrescentou.

Até o monento, o São Paulo fechou com o lateral-esquerdo Carlinhos, de 27 anos, e tem conversas com o lateral-direito Bruno, de 29 anos. Ambos estavam no Fluminense. O último ainda tem contrato com o clube carioca.

Fonte: Lance

5 comentários em “Vice do São Paulo estipula teto salarial de R$ 300 mil e descarta ‘velhinhos’

  1. Se for mesmo verdade o que diz o Gil Guerreiro e, se se confirmar o melhor aproveitamento da base, talvez o SP engrene um longo período de bons resultados (não quer dizer ser campeão de tudo todo tempo) e vamos ter muitas finais para torcermos.
    Que assim seja…

  2. Ainda acho que o salário pago a LF é um grande desperdício, pelo futebol que joga isto é, quando consegue jogar, tá muito alto, além do fator idade e mercado.

  3. Que mentira, ele está falando de salário sem as luvas, duvido que o Ganso, Michel Bastos, Kardec e até o Denilson ganhe menos de 300mil…
    Quer contratar O Bruno de 29 anos e Cleiton Xavier de 31 não, muito contraditório.
    E contratou o Michel Bastos de 32.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.