Tricolor usa reservas e quer espantar turbulência contra Penapolense

O São Paulo emplacou uma sequência de resultados positivos, mas, mesmo assim, ainda não está totalmente em paz, já que o desempenho da equipe ainda não convence a direção. Depois da vitória na quinta-feira pela Copa Libertadores, o Tricolor volta ao Estadual neste domingo, quando enfrenta o Penapolense, às 18h30 (de Brasília), no estádio Tenente Carriço.

O treinador confirmou com antecedência aescalação de uma equipe reserva neste domingo. Os suplentes terão a missão de dar sequência à boa fase na competição, pois já são quatro vitórias consecutivas. De quebra, um triunfo pode acalmar os ânimos no clube, depois de o vice-presidente João Paulo de Jesus Lopes ter se sentido “envergonhado” com o que o time apresentou na vitória sobre o Strongest. A declaração gerou turbulência nos bastidores do Morumbi.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Depois de atrito com vice-presidente, Ney Franco tenta convencer em campo usando só reservas

Quem terá uma nova oportunidade no time será o volante Fabrício, que está ganhando cada vez mais espaço, após se recuperar de uma cirurgia no joelho. O atleta terá mais uma chance para tentar mostrar a Ney Franco que pode ser escalado na equipe principal, na Libertadores. O meia Paulo Henrique Ganso é outro que iniciará a partida na noite deste domingo, contando com atorcida do treinador.

 

“Em 12 jogos que fizemos, o Ganso entrou em 11. Foi titular três vezes no Paulista e está em um sequência. É um jogador que foi contratado e tem a expectativa de ser titular. Neste domingo, vai jogar mais uma vez, mas ainda espero que com o grupo todo ele também possa ser titular”, afirmou o técnico.

O goleiro Rogério Ceni, que costuma atuar mesmo quando alguns titulares são poupados, também será preservado do jogo deste domingo, já que deixou a partida de quinta-feira reclamando de dores na coxa direita. O treinador não quer correr riscos, pois tem novo jogo pela Libertadores na quinta. Esta é a chance que os suplentes aguardavam no clube.

“Quem entrar vai querer ir bem e mostrar que tem condições de estar entre os titulares. Claro que é uma oportunidade, assim como foi contra o Guarani. O Aloísio entrou bem e ganhou a chance no time. Da mesma forma, queremos deixar uma dúvida boa na cabeça do Ney”, afirmou o lateral esquerdo Carleto. O jogo também deve marcar a estreia de Wallyson, relacionado pela primeira vez e que provavelmente começa no banco.

Arte GE.Net

Já o Penapolense está em fase de reestruturação. Depois da derrota na rodada anterior do Paulistão, o clube dispensou o técnico Edson Só e contratou o ex-volante Pintado, que se destacou como jogador atuando justamente pelo São Paulo. Apesar dos recentes resultados negativos, o novo treinador se apega ao retrospecto do clube no início do campeonato, que garante hoje uma posição no meio da tabela.

“Sabemos das dificuldades em enfrentar um dos maiores times de futebol do mundo, mas, temos consciência da boa fase que o Penapolense vive”, afirmou o técnico.

Além da troca de comando, o clube também liberou o volante Francismar, que recebeu proposta do futebol coreano. Outro a se despedir foi o atacante Viola, a caminho do Comercial de Ribeirão Preto.

FICHA TÉCNICA
PENAPOLENSE X SÃO PAULO

Local: Estádio Tenente Carriço, em Penápolis (SP)
Data: 3 de março de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Fábio de Jesus Volpato Mendes (SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques e Vitor Carmona Metestaine (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Philippe Lombard e Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (ambos de SP)

PENAPOLENSE: Roni; Luis Felipe, Biro, Gualberto e Rodrigo Biro; Liel, Anderson Carvalho, Neto e Guaru; Silvinho e Magrão
Técnico: Pintado

SÃO PAULO: Denis; Lucas Farias (João Filipe), Rhodolfo, Edson Silva e Carleto; Fabrício, Rodrigo Caio, Maicon e Ganso; Cañete e Ademilson
Técnico: Ney Franco

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*