São Paulo está próximo de fechar com Souza, do Grêmio

A diretoria do São Paulo está otimista em contar com o volante Souza, do Grêmio, depois de ver a prioridade Jucilei frustrar os sonhos do clube e aceitar uma proposta do Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos. O São Paulo afirma que não há entrave entre os clubes para trocar o volante, de 24 anos, pelo zagueiro Rhodolfo, emprestado ao clube gaúcho, mas acredita que a negociação será longa por conta das diversas partes envolvidas.

O São Paulo credita a expectativa por uma negociação demorada pelos detalhes a serem acertados entre clubes, jogadores, empresários e outras partes envolvidas em um negócio baseado na troca. É preciso que cada clube chegue ao acerto salarial com cada jogador, e que os clubes acertem eventuais comissões aos empresários envolvidos – Carlos Leite, no caso de Souza, e Rafael Félix, no caso de Rhodolfo.

Hoje, o São Paulo detém 50% de Rhodolfo e o Grêmio detém 50% de Souza, parcelas que serão trocadas caso o negócio seja firmado. Este é outro fator que atrasa o processo. Também será necessário, antes de concretizar a troca, comunicar e acertar eventuais pendências com partes envolvidas nos direitos econômicos de cada atleta. Da outra metade dos direitos econômicos de Souza, parte ainda pertence ao Porto, de Portugal, pelo qual atual entre 2010 e 2011, e parte a um grupo de investidores. Os 50% restantes de Rhodolfo são de posse do Atlético-PR.

Desta forma, será preciso a anuência de diversos envolvidos até que a troca possa ser concretizada.

O Grêmio não esconde o interesse em ficar com Rhodolfo, com quem tem contrato de empréstimo até o meio deste ano. Publicamente, a diretoria do clube gaúcho afirma não ter recebido proposta do São Paulo por Souza, mas vê a troca com bons olhos. O assunto não é discutido abertamente para que o volante não seja desvalorizado, caso a negociação não se concretize.

O sinal mais nítido de que o Grêmio vislumbra a negociação foi a contratação do volante Edinho, da mesma posição. Na última terça-feira, quando ainda tinha expectativas em relação a Jucilei, a diretoria do São Paulo afirmou que tinha outras situações encaminhadas para suprir a necessidade pela contratação de um volante, caso o ex-corintiano do Anzhi Makhachkala (RUS) não aceitasse a oferta.

O fator que força a negociação para este momento, e não para o meio do ano, quando o empréstimo de Rhodolfo se encerra, é o contrato do zagueiro. O acordo possui cláusula rescisória com valor fixado em 5 milhões de euros que libera Rhodolfo automaticamente caso qualquer clube faça proposta que atinja tal valor. Preocupado com o mercado internacional, que aquece em julho, a partir da abertura da principal janela de transferências entre temporadas, o Grêmio não quer aguardar.

Se o São Paulo receber a proposta de 5 milhões de euros, o Grêmio tem 15% como direito de vitrine, por cláusula prevista em contrato. Esta situação passa longe dos planos gaúchos.

“Já dissemos que queremos contar com o Rhodolfo. Manteremos esta opinião. O Grêmio vive hoje uma situação que se o jogador for vendido, ganhamos um valor pela rescisão, mas não podemos evitar a saída. Isso não nos agrada”, admitiu o assessor de futebol gremista Marcos Chitolina.

No São Paulo, a contratação de um volante é uma das prioridades por conta da má fase das atuais opções do elenco. O único titular garantido para o início de temporada é Maicon, que ganhou espaço e se tornou peça fundamental do time desde o retorno do técnico Muricy Ramalho. Denilson e Wellington – que renovou até 2018 – vivem má fase e começam o ano sob desconfiança.

Já o Grêmio também antecipou uma eventual saída de Rhodolfo. Vendo o defensor valorizado pelas boas atuações no Brasileiro do ano passado, Pedro Geromel foi contratado.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*