Sob olhares de vice “envergonhado”, Ney repete São Paulo

O São Paulo deve ter a mesma formação que tem usado na Copa Libertadores na próxima quinta-feira, diante do Arsenal de Sarandí. Nesta terça, Ney Franco comandou um trabalho tático, em campo reduzido, e usou os mesmos jogadores que usou na vitória por 2 a 1 diante do The Strongest.

Apesar da vitória ter sido suada e conquistada de virada, a ocasião ficou marcada pelas críticas do vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, que disse ter deixado o Morumbi envergonhado com a atuação. Nesta terça, ele voltou a aparecer no CT da Barra Funda e acompanhou de perto os trabalhos comandados pelo treinador.

Na sua saída, o dirigente repetiu a postura que vem adotando nos últimos dias e fugiu da imprensa ao sair por uma porta em que os repórteres não têm acesso. Antes disso, ele viu Ney comandar o time com Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Tolói e Cortez; Wellington, Denílson e Jadson; Aloísio, Osvaldo e Luís Fabiano.

O presidente do clube, Juvenal Juvêncio, e o diretor de futebol, Adalberto Baptista, reprovaram a conduta de João Paulo e trataram de colocar panos frios na polêmica. Até mesmo um encontro com Ney Franco foi feito para tentar acabar com qualquer problema de relacionamento. Isso porque o treinador deixou bem claro a insatisfação com as críticas públicas.

O jogo desta quinta-feira marca uma nova decisão na trajetória do São Paulo na Libertadores de 2013. Com três pontos, o time precisa da vitória para não depender de triunfos fora de casa. Depois desta semana, Ney Franco e seus comandados têm dois jogos no exterior. O time pega o Arsenal, na Argentina, e o The Strongest, na Bolívia.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*