Satisfeito com a evolução, Ney pede regularidade pelo título brasileiro

O técnico Ney Franco completará sua sétima partida pelo São Paulo neste domingo, contra o Sport, às 16h (horário de Brasília), no Morumbi, pelo Brasileirão. Nesse período, o Tricolor conquistou três vitórias, um empate e sofreu duas derrotas. Observando o desempenho da equipe nas duas últimas partidas, contra Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, e Bahia, pela Copa Sul-Americana, fica evidente o crescimento tático e técnico. Agora, o treinador diz que o time precisa de regularidade para subir na classificação e entrar de vez na disputa do título.

– Se vocês observarem o histórico do Campeonato Brasileiro, as equipes que tiveram sucesso conseguiram em, algum momento, um ciclo de cinco ou seis vitórias. Emocionalmente, o time está seguro, consciente, entendendo como deve jogar. Quem viu as duas últimas partidas, percebeu uma equipe que teve controle de jogo, consistência e mereceu o resultado. Agora é hora de buscar a regularidade. No domingo, contra o Sport, precisamos nos impor em casa para buscar mais um resultado e subir na tabela – afirmou.

Para que o time se mantenha consistente e entrosado, Ney Franco vai mexer o menos possível na escalação. Para o jogo deste domingo, por exemplo, serão duas alterações, uma para o retorno de um titular e outra por lesão. O volante Denilson, que não enfrentou o Bahia por estar com dores musculares na perna esquerda, treinou normalmente e vai para o jogo. Em compensação, o atacante Luis Fabiano, que tem uma contusão na coxa esquerda, já está vetado.

– É hora de mexer pouco. O Denilson volta no lugar do Rodrigo Caio e o Willian (José) entra no ataque. Amanhã (sábado) teremos um trabalho tático pela manhã e vou trabalhar posicionamento. Se não acontecer nada de anormal, será essa equipe que entrará em campo – disse o técnico, confirmando a escalação com: Rogério Ceni, João Filipe, Rafael Toloi e Rhodolfo; Douglas, Denilson, Maicon, Jadson e Cortez; Ademilson e Willian José.

Na manhã desta sexta-feira, Ney Franco comandou um trabalho em campo reduzido apenas para os reservas. O único titular presente foi o goleiro e capitão Rogério Ceni. O restante fez trabalho de recuperação muscular.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*