São Paulo vai à Conmebol para tentar anular expulsão de Calleri

O São Paulo vai à Conmebol para tentar anular a expulsão de Calleri. O argentino recebeu cartão vermelho depois do apito final do empate por 1 a 1 com o The Strongest, nesta quinta-feira, em La Paz. O resultado classificou o Tricolor para as oitavas de final – o adversário será o Toluca, do México.

Depois da partida, dirigentes do Tricolor foram ao vestiário do árbitro chileno Roberto Tobar para reclamar da situação.

– Sim (tomamos atitude). Enviamos pessoas ao vestiário do árbitro para informar que as imagens mostram erro (na expulsão). Fizemos contatos na Conmebol e vamos usar vídeos e fotos publicados pela mídia como material de defesa – disse o diretor de futebol Luis Cunha.

Logo após os brasileiros iniciarem a comemoração pela classificação no gramado, ocorreu uma briga generalizada com os bolivianos. Calleri abraçava o zagueiro Maicon, quando jogadores do The Strongest o cercaram. O atacante Pablo Escobar dá um esbarrão no argentino. Neste momento, não é possível ver se Calleri diz algo para o boliviano ou se revida com um chute. O fato é que, na sequência, os jogadores do The Strongest partem enlouquecidos para cima do camisa 12 do Tricolor. No meio do tumulto, Roberto Tobar mostrou o cartão vermelho para Calleri, autor do gol são-paulino.

Revoltado durante a confusão que culminou na expulsão do preparador físico Bruno Militano, Calleri discutiu asperamente com policias militares e chegou a chutar o escudo de um deles. Ainda durante o jogo, o goleiro Denis também recebeu vermelho, após dois amarelos por fazer cera.

The Strongest x São Paulo - Calleri discute com jogadores adversários (Foto: Marcelo Hazan)Calleri discute com jogadores do The Strongest (Foto: Marcelo Hazan)
Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*