São Paulo se preocupa com estrelismo de Casemiro e estuda colocá-lo na reserva

O São Paulo vê em Casemiro um jogador de muito potencial, mas “estrelinha”. O comportamento narcisista do meio-campista já era notado no ano passado, quando ascendeu ao elenco profissional. O pedido de aumento salarial feito em público pelo atleta na terça foi encarado pela diretoria e comissão técnica como o maior sinal de deslumbramento.

Coincidentemente, depois que o jovem externou descontentamento, sua posição entre os titulares ficou ameaçada. Casemiro treinou no time reserva no jogo-treino contra o Santos, da Angola, quarta-feira, no CT da Barra Funda. Recuperado de lesão na coxa direita, Rivaldo treinou entre os titulares.

Paulo César Carpegiani não definiu se mantém Casemiro para o clássico contra o Palmeiras, domingo, no Morumbi, ou se promove o retorno de Rivaldo ao time.

Em contato com pessoas ligadas ao clube, o UOL Esporte foi informado de que Casemiro tem demonstrado comportamento incomum, abusando do estrelismo. A participação do atleta na seleção sub-20 realçou o pensamento do clube.

Da seleção de base, foi repassado aquilo que o São Paulo já havia notado: um meio-campista talentoso, com bom relacionamento com os demais atletas, mas extremamente marrento.

Durante o período com a seleção sub-20, Casemiro foi observado por representantes do Chelsea. Jogador que ergueu a taça de campeão sul-americano, Casemiro cobrou reajuste salarial em sua primeira entrevista coletiva após o retorno do Peru.

O contrato do atleta foi renovado no ano passado pouco após o título do São Paulo na Copa São Paulo de Futebol juniores. Ele passou a receber cerca de R$ 30 mil, além de receber duas casas, conforme pagamento de luvas.

“Preciso sentar para conversar porque tenho proposta de fora. Sentar para conversar direito porque as propostas são muito boas”, disse Casemiro, que completou 19 anos na quarta-feira.

Seu discurso foi imediatamente repreendido no clube. Casemiro ouviu a bronca e mudou a conversa, projetando vida longa no São Paulo e minimizando a questão financeira.

Do Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*