São Paulo se irrita ao ser acusado pelo Santos de aliciamento

A recusa imediata do Santos em relação à proposta por Paulo Henrique Ganso irritou os dirigentes do São Paulo. A possibilidade de levar o caso para a Fifa, acusando o Tricolor de aliciamento, também foi motivo de críticas.

– O Santos foi quem disse que poderia negociar o jogador e era só pagar a multa. Se era só pagar, então poderia sair. Eles é quem têm de resolver o problema deles. Nós procuramos a diretoria deles, o que é absolutamente normal – afirmou o vice presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

 

– Acho que a recusa foi até certo ponto forte e não esperávamos por isso tão rapidamente. Eles estão no direito de exigir a multa (R$ 53 milhões) e nós de negociar – completou o dirigente.

A cúpula tricolor não descarta fazer uma nova oferta, mas sabe que, com a postura do Alvinegro, a situação pode ficar complicada para seguir conversando. Isso porque a relação entre os clubes, a partir de agora, não é mais amistosa. Por outro lado, vê o meia em conflito com a própria diretoria, o que pode ajudar.

Segundo a diretoria do Sampa, ela tem como provar que não aliciou o meia, pois conta com documentos que mostram que o Peixe aceitaria vender o atleta. Por isso, não teme pela represália.

O São Paulo entende que o Santos está um pouco perdido com Ganso. Isso porque não consegue contornar a situação do camisa 10 no clube, e ao mesmo tempo o joga contra a torcida. Ao negar nova proposta e acusar o Sampa de aliciamento, a cúpula tricolor entende que é mais uma jogada para ganhar moral com os santistas.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*