Homenageado e cobiçado, Fabuloso decide e diz que quer ficar no Tricolor

Depois de marcar dois gols e decidir o clássico contra o Corinthians, no último domingo, o atacante Luis Fabiano voltou a ser protagonista nesta quinta-feira. Em seu 200º jogo com a camisa do São Paulo, ele anotou o primeiro tento da goleada por 4 a 0 sobre o Botafogo, no Morumbi, e saiu ovacionado. Depois do jogo, questionado sobre o interesse do Al Rayann (QAT), afirmou que quer permanecer.

– Se eu tenho o sonho de chegar à Seleção, tenho de ficar aqui e fazer o que estou fazendo. Esse é o caminho. Depois, torcer para pintar uma oportunidade – comentou, dizendo achar a negociação muito difícil de acontecer, mas sem descartar a saída.

O São Paulo recusou a proposta inicial, mas teria estipulado um preço para liberar seu goleador: R$ 19 milhões. Fabuloso afirmou que desconhecia essa informação, mas reiterou que a decisão está nas mãos dos dirigentes.

– Ninguém me comunicou nada, ninguém falou que se reuniu com ninguém. Eu apenas repassei o fax para o São Paulo. Até o momento, não sei de nada, nem sabia que tinha estipulado o número para a transferência – continuou.

– Acho que vai ser muito difícil (sair). Acredito que não vão negociar nada. Se eu quisesse sair, eu conversaria lá e depois forçaria. Não tive nenhum pouquinho de vontade, em nenhum momento passou pela minha cabeça sair – completou.

Luis Fabiano recebeu uma camisa comemorativa antes do início do jogo, já que completou 200 partidas pelo clube do Morumbi, em três passagens. O gol desta noite o recolocou na artilharia do Brasileiro, com dez, ao lado de Fred. Foi o 148º no Tricolor, onde ocupa o sétimo lugar entre os goleadores. O sexto é Muller, com 12 a mais.

Suspensão – O camisa 9 forçou o terceiro cartão amarelo e não vai enfrentar o Bahia, domingo, no Pituaçu. A folga já estava planejada, já que ele precisa de descanso para não comprometer os músculos, evitando novas lesões.

Foi o único são-paulino pendurado a ser advertido. Denilson, Douglas, Jadson, Lucas, João Filipe, Osvaldo, Palo Miranda, Rodrigo Caio e Maicon seguem no limite.

Fonte: Lance – Foto: Vipcomm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*