São Paulo passa 2/3 do Brasileiro em quinto ou sexto

O São Paulo vence, vence, vence, mas parece estar eternamente na quinta posição do Brasileiro. O time nunca frequentou o G-4, grupo dos quatro melhores do torneio, que têm acesso à Libertadores do ano seguinte.

Nas 28 rodadas até aqui, em 18 o tricolor esteve na quinta ou sexta posição a alguns pontinhos do topo da tabela. Isso vai acontecer por pelo menos mais uma semana, apesar da vitória tranquila sobre o Palmeiras no sábado.

Mesmo que vença o Vasco na quarta-feira em São Januário, o time de Ney Franco continuará na beira. Isso porque os cariocas têm quatro pontos a mais e continuarão em quarto mesmo em um eventual revés.

Depois do confronto direto no Rio de Janeiro, o São Paulo terá dois adversários teoricamente mais fáceis na perseguição à vaga na Libertadores. Figueirense e Atlético-GO, ambos virtualmente rebaixados, serão as equipes a ser batidas pelo tricolor na 30ª e 31ª rodadas.

O problema é que Ney Franco terá que fazer reparos na escalação ideal da equipe, que pôde ser vista durante o clássico. A começar por Lucas. O principal jogador do time ficará fora dele por ter sido convocado a dois amistosos da seleção brasileira, contra Iraque e Japão, marcados para os dias 11 e 16 próximos.

O técnico engrossou o coro de descontentes com o calendário da CBF, que coincide com as datas do Brasileiro. “Para mim, é um problema fácil de resolver, é só seguir o padrão europeu”, afirmou ele. No Velho Continente os jogos de seleção são em dias diferentes das rodadas dos campeonatos nacionais. “Para mim, seria fácil, mas você não sabe as coisas que estão implicadas nisso.”

Além de Lucas, o treinador pode perder Luis Fabiano, que saiu do clássico reclamando de dores. Como Ney considera que ele não está em sua condição física ideal, já começou a pensar em poupá-lo na reta final do Brasileiro.

São essas as dificuldades que o São Paulo terá de superar para, enfim, alcançar o G-4, o que ele já está tentando há muito tempo.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*