São Paulo fecha acordo de 18 eventos para o Morumbi durante a Copa

A Copa do Mundo de 2014 passará pelo Morumbi. Depois da odisseia que em junho de 2010 arrancou do São Paulo a abertura do evento e deu ao arquirrival Corinthians a oportunidade de construir o tão esperado estádio e receber todas as honrarias do torneio, o São Paulo agora organizará uma série de eventos no Morumbi durante a Copa. Depois de se aproximar da CBF e da TV Globo neste início de ano, e levar o amistoso entre Brasil e Sérvia, do dia 6 de junho, para a arena tricolor, o clube fecha os últimos detalhes com a Ambev para poder transmitir as partidas no estádio.

A agência contratada para promover a Copa no Morumbi é a Front360. A ideia é realizar até 18 eventos durante a Copa do Mundo no espaço conhecido como Morumbi Concept Hall, no setor amarelo do andar térreo do estádio. É o espaço mais nobre do Morumbi, com restaurantes, camarotes e lojas. O projeto levará o nome de “Casa do Futebol”.

O vice-presidente social do São Paulo, Roberto Natel, confirma que as conversas estão nos “finalmentes contratuais”. Fábio Fronterotta, presidente da Front360, trabalha para possibilitar a transmissão de jogos da Copa do Mundo no espaço. Como o Morumbi não é um espaço Fifa, depende de acordo para poder televisionar as partidas da competição. Para isso, Fronterotta negocia o patrocínio da Ambev. A empresa já é cliente da agência em outros projetos. Além disso, a Ambev patrocina a seleção brasileira com o Guaraná Antártica e a Copa do Mundo de 2014 com as marcas Brahma e Budweiser. Por ser patrocinadora, tem o direito de organizar eventos com transmissão dos jogos. O acordo entre agência e Ambev ainda não foi assinado, mas já está encaminhado e deve ser selado na próxima semana.

“Juridicamente tudo está encaminhado”, diz Fronterotta. Como segurança, a agência também conversa com a Fifa para transmitir os jogos mesmo se não contar com o apoio da Ambev – o que é imporvável: “Já foi pedida a autorização para a Fifa. Uma alternativa é fazer o evento com patrocinadores que não concorram com patrocinadores da Copa”, explica.

Além do nome “Casa do Futebol” para todo o projeto, outras nomenclaturas também já estão definidas. O pedaço do campo próximo do setor amarelo que será acoplado ao Morumbi Concept Hall será denominado “Arena Hexa”, em alusão à possibilidade da seleção brasileira conquistar o troféu pela sexta vez. O “Camarote Canarinho” será o espaço de luxo do evento.

“A minha certeza, com a qual eu trabalho para isso, é que o Brasil chegará pelo menos às oitavas de final da Copa. Então teríamos no mínimo 11 dias de eventos. Seriam dias de jogos e outros sete dias. Se o Brasil chegar à final, serão 18 dias de eventos”, afirma Fronterotta.

O que facilita a negociação é a realização do amistoso entre Brasil e Sérvia no Morumbi, último da seleção de Luiz Felipe Scolari antes do início da Copa do Mundo. Além do jogo no estádio, firmado a partir da aproximação de Carlos Miguel Aidar – candidato de Juvenal Juvêncio à sucessão presidencial, em abril – de Marco Polo Del Nero, virtual novo presidente da CBF, existe negociação para que os dois treinos da seleção brasileira no Morumbi, antes do amistoso, sejam abertos para o público.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*