Sabella está chateado com vazamento de negociação

O São Paulo espera ouvir uma definição do argentino Alejandro Sabella na próxima semana (a resposta pode vir até sexta). Nada deverá acontecer antes disso porque o técnico que comandou a seleção argentina ao vice na última Copa do Mundo ficou incomodado com o vazamento da negociação com o clube do Morumbi um dia depois de pedir sigilo, segundo relata o vice-presidente de futebol do Tricolor. A diretoria são-paulina agora respeita os prazos pedidos por Sabella e teme que pressioná-lo por uma resposta resulte em recusa do convite.

“Ele ficou chateado por ter saído tanta coisa na imprensa. Não posso assustá-lo tendo pressa”, disse ao UOL Esporte Ataíde Gil Guerreiro, o vice de futebol do São Paulo, que coordena a negociação com Sabella ao lado do gerente-executivo de futebol, Gustavo Vieira de Oliveira.

Alejandro Sabella prefere trabalhar na Europa a partir do segundo semestre e sonha treinar um clube na elite do futebol inglês. E deixou isso claro desde a primeira conversa com o São Paulo. Falou que precisava saber se existiria tal possibilidade – especialmente no Manchester City – antes de responder o convite são-paulino. Mas solicitou que a negociação ficasse em sigilo, algo que não aconteceu. Ataíde Gil Guerreiro conta.

“Desde o primeiro momento o Sabella disse: “Não é melhor saber o que vou conseguir na Inglaterra e depois nós conversarmos?” Eu insisti, falamos: “Vamos manter sigilo absoluto”. Lamentavelmente, escapou. Ele ficou incomodado e falou: “Não é bom pra você, não é bom pra mim”. Agora tem um prazo que eu tenho que respeitar. Se ele falar não, eu não tenho o que fazer. Ele deve conversar conosco na segunda. Se falar não, estou num mato sem cachorro”, diz o vice-presidente de futebol do São Paulo.

O incômodo de Sabella foi tão sentido no Morumbi que Ataíde Gil Guerreiro estica o prazo para diminuir as chances de receber uma resposta negativa. O desempenho do interino Milton Cruz, com três vitórias em três jogos, colaborou para que a diretoria são-paulina não tenha tanta pressa como antes. “Aliás, a meu pedido o Milton Cruz continuaria na equipe do Sabella”, conta o vice de futebol – no último dia 8 o presidente Carlos Miguel Aidar afirmou que Milton Cruz poderia perder o emprego caso assim decidisse o sucessor de Muricy Ramalho, logo depois de afirmar que Milton poderia ser até efetivado dependendo de seu rendimento.

Alejandro Sabella já tem salários, tempo de contrato, formação de comissão técnica e projetos definidos com o São Paulo. Ganharia cerca de R$ 400 mil mensais – valor que a diretoria não confirma oficialmente, mas relatada por dirigentes –, teria contrato até junho de 2017, traria um auxiliar técnico e um preparador e gostaria da contratação de dois jogadores de determinados perfis. “A gente está esperando uma definição do Sabella. Eu realmente gostei da forma como ele se coloca. O estudioso que ele é, a atualidade com as táticas modernas, a tecnologia do futebol”, diz Ataíde.

A diretoria do São Paulo não consegue dizer hoje qual situação é mais provável entre o sim e o não de Sabella. “Ele é muito low-profile“, afirma Gil Guerreiro ao comentar sobre a discrição do argentino nas conversas. Nem os membros da diretoria de futebol tricolor sabem ao certo quais as situações que Sabella avalia na Europa. Acreditam que nãos seja apenas a do Manchester City e respeitam o prazo pedido e o incômodo do treinador.

Sucessor de Muricy seria português, e só em 2016

Ataíde Gil Guerreiro sempre defendeu Muricy Ramalho no São Paulo. No último dia 6, quando o treinador pediu demissão do São Paulo após derrota para o Botafogo-SP, afirmando que o problema de saúde que trata se apresentava mais grave, o vice-presidente de futebol tentou demovê-lo mais uma vez da ideia, como havia feito semanas antes, depois da derrota para o Palmeiras. Não conseguiu.

Ataíde não queria procurar outro treinador para o São Paulo neste momento porque tinha todo o processo de sucessão já encaminhado com o português André Villas Boas, hoje treinador do Zenit, da Rússia. O vice de futebol vinha conversando com Villas-Boas e traçando o projeto – e isso só aconteceria caso Muricy Ramalho, de fato, não quisesse renovar o contrato no fim de 2015.

“Ele [André Villas-Boas] tinha um processo conosco da seguinte forma: se em dezembro o Muricy não quisesse continuar, nós tínhamos acertado com ele a intenção dele vir para o Brasil desde que a gente acertasse as bases salariais. Ele não vem sozinho, é uma equipe grande. Não é pequena como a do Sabella. A gente tinha um programa. Mas como houve essa antecipação que não estava nos nossos planos, que eu tentei evitar de toda maneira…”, diz Gil Guerreiro.

No último dia 6, o São Paulo voltou a falar com Villas-Boas. Mas teve de desistir de todo o projeto traçado para janeiro de 2016. Neste momento, agora, o português preferiu não trocar de clube. “Conversamos com o Villas Boas, ele disse não, disse que tinha um compromisso com o Zenit até o fim do ano”, conta o vice de futebol.

André Villas-Boas é sonho antigo do São Paulo e chegou a conversar com o clube ainda em 2012, na gestão de Juvenal Juvêncio. O São Paulo queria o técnico, que acabara de deixar o Chelsea, da Inglaterra, para assumir o clube no segundo semestre daquela temporada, após a demissão de Emerson Leão. Villas-Boas, no entanto, argumentou que não conhecia o futebol brasileiro e que não poderia realizar um bom trabalho. Sugeriu que morasse no Brasil durante o segundo semestre de 2012 e que assumisse a equipe apenas em janeiro de 2013. A diretoria são-paulina acreditou que não conseguiria espera-lo até lá e contratou Ney Franco.

 

Fonte: Uol

7 comentários em “Sabella está chateado com vazamento de negociação

  1. Mais uma vez eu não consigo entender a contradição da torcida tricolor. Está desde o meio do ano passado enchendo o saco falando que quer um treinador estudioso, atualizado, estrangeiro, e quando tem a oportunidade ficam criticando e pedindo qualquer um mesmo por pura pressa.
    Podemos ter o Sabella ou o Sampaoli, são bons nomes e fariam alguma diferença, mas agora a torcida quer criticar e quer Luxemburgo, algo 100% ao contrário do que pedem desde o meio do ano passado.
    A diretoria está certa ao aguardar, pra que pressa? Pra não mudar nada? Se o Sabella não vier, que mantenham o Milton até julho e tragam o Sampaoli. Pra que essa pressa toda em contratar qualquer lixo?
    Sem querer desrespeitar, mas vocês parecem malucos falando.

  2. Atenção diretoria Procure um plano B, se esse cara tem mesmo proposta da Inglaterra ele vai pra la. Vocês estão sendo enrolados.

  3. Meu medo é nao vir Sabella, luxemburgo, Abel, e…. e o pior por vir efetivacao do Muricy 2 Milton CruzCredo, ai sim iremos ao fundo do poço como estao falando, ou alguem duvida disso, milton cruzcredo no maximo é um auxiliar medio, treinador nunca sera.

  4. Estamos acabados com esse amadorismo.
    Consultaram Sabella, na’o deu, vamos em frente,
    ???? Esperar o esperado ????
    E’ + ainda na’o entenderam.

  5. É o seguinte, esse Sabella tá se achando a cereja do bolo, pois sabe muito bem que no futebol, tanto aqui como na Argentina as notícias referentes a contratações são difíceis de serem mantidas em sigilo.
    Na verdade deveria agradecer por um clube mundialmente conhecido como o tricolor paulista pleiteá-lo como técnico, não vejo como isso possa atrapalhar, vejo como mais um dado positivo do que negativo.

    Ou ele acha que a diretoria do SPFC com todas as cobranças não teria que mostrar que está correndo atrás do substituto do Muricy, e aliás, está tendo a paciência que eu não teria. E quanto ao salário, se ele aceitou é sinal que não ganhava isso, e deve atender sua expectativa. Afinal quem é Sabella no futebol brasileiro?

  6. Tudo que acontece no São Paulo é muito estranho, tenho a impressão que tudo isso ai é cortina de fumaça, tem outra coisa correndo em paralelo, só não sabemos o que é. A coisa como esta sendo colocada é humilhante para nós, se o cara quer ir para Inglaterra, boa viajem, partamos para outra. Só não me venha de Luxemburgo, estou muito preocupado com esse presidente, se o Palmeiras e Corinthians foram até o fundo do poço devido péssimas administrações, porque nós não podemos ir também.

  7. Muito estranho!
    Tem duas pessoas negociando com o Sabella e combinam sigilo. A negociação vaza e um dos negociadores lamenta. O que o treinador pode esperar de seu futuro no clube, pelo exemplo de ética e hombridade demonstrado pelos dirigentes em um primeiro contato? Ainda mais: ficarem declarando a todo momento o valor de seu salário e como ele vai ganhar menos que o treinador anterior que fez um péssimo trabalho no clube
    Penso que se o argentino for o que parece à distância (inteligente, tranquilo e ético) vai agradecer o interesse mas vai se declarar desinteressado por este ou aquele motivo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*