Rogério Ceni vê Sul-Americana como ‘estágio’ para a Libertadores

A vaga na Taça Libertadores de 2013 não está garantida, mas está cada vez mais nas mãos do São Paulo. O time do Morumbi tem duas vias para conquistar o retorno à competição continental depois de dois meses fora do certame. O Tricolor precisa ser campeão da Copa Sul-Americana ou fechar o Brasileirão no G-4. Atualmente, a equipe de Ney Franco está em quarto com sete pontos de vantagem sobre o Inter, o quinto colocado. A cinco rodadas do fim da competição, o goleiro Rogério Ceni vê o São Paulo em uma situação confortável.

– Estamos em uma posição que nos dá certa folga. O caminho mais difícil é a Sul-Americana, mas é um caminho mais gostoso de ser trilhado, porque nos leva a um título – disse o capitão tricolor.

Para Rogério Ceni, a Sul-Americana é mais do que uma chance de encerrar um jejum de sete anos sem conquistas internacionais. A competição serve como uma espécie de estágio para os garotos são-paulinos se acostumarem ao estilo de jogo dos times do continente.

– Os meninos vão amadurecer dentro da competição. Já enfrentaram um adversário que, apesar de pouco conhecido, é um time sul-americano. É bom para se acostumar com o estilo que é diferente do dos times brasileiros. Quem sabe eles vão se preparando para uma possível participação na Copa Libertadores do ano que vem – disse Rogério.

Com grande experiência em Libertadores, o goleiro é um dos poucos do elenco tricolor que já disputaram a competição. Por isso, ele valoriza o “laboratório” na Sul-Americana. Apesar de considerar a vaga conquistada pela competição continental “mais gostosa”, o capitão não vê diferença em chegar à Libertadores com o título de campeão da Sul-Americana.

– O São Paulo é um time respeitado por seu histórico. A única coisa que muda é o sabor de ser campeão, é sempre especial.

 

Fonte: Globo Esporte – Foto: Vipcomm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*